TCE suspende licitação para Hospital João Lúcio

Licitação é para contratar empresa para prestar serviços de locação, manutenção preventiva e corretiva. Há suspeita de ilegalidade no Pregão Eletrônico 416/2018

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendeu licitação realizada pela Comissão Geral de Licitação do Amazonas (CGL-AM) para contratar empresa para prestar serviços de locação, manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças e suprimentos de impressora para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio ao custo de R$ 146 mil. Há suspeita de ilegalidade no Pregão Eletrônico 416/2018.

A representação foi ingressada pela empresa Diego de Souza Gonçalves-ME, que justificou ter sido inabilitado de forma ilegal, uma vez que, em tese, teria atendido todas as exigências constantes no edital. Após a fase de lances, a empresa Diego de Souza Gonçalves sagrou-se vencedora, com o valor de R$ 149 mil, entretanto, foi desclassificada na ocasião da apresentação da documentação por ter omitido informações essenciais. Em seu lugar, foi classificada a empresa R.R. Comércio Suprimentos de Informática, que teve proposta de preço superior, no valor de R$ 152,8 mil.

Errata
O Partido Social Liberal (PSL) esclarece que, ao contrário do que foi publicado na edição deste sábado (4) do DIÁRIO, não faz parte da aliança encabeçada pelo Partido Social Brasileiro (PSB), que terá o presidente da Assembleia Legislativa (ALE), deputado David Almeida, como candidato a governador.

Passagens aéreas
A Secretaria de Relações Institucionais do Amazonas, com sede em Brasília (Serins), já gastou, apenas em 2018, R$ 198 mil com pagamentos de passagens aéreas e aluguel de veículos para prestar serviços ao órgão. A informação é do Portal da Transparência do governo do Estado.

Voto consciente
A Escola Judiciária do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas realizará a palestra ‘Voto Consciente’, do Projeto Eleitor do Futuro, para estudantes do Ensino Médio, nos dias 6 e 7 de agosto, das 8h às 12h, no Centro de Convenções Vasco Vasques.

Acordo entre PT e PSB em MG retira candidatura
Após as reações do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda por ter sido impedido por seu partido, o PSB, de manter sua candidatura ao governo de Minas Gerais o presidente do partido, Carlos Siqueira, disse que a candidatura de Lacerda era “de faz de conta”.

PSL tenta aliança com o PP no estado no Paraná
O PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, tenta fechar um acordo com o PP no Paraná. A candidata do PP ao governo do estado, Cida Borghetti, nem precisaria dar palanque a Bolsonaro, até porque o PP está alinhado com o candidato tucano, Geraldo Alckmin.