TSE autoriza financiamento próprio de 100% nas eleições

Caso o tribunal não reveja essa decisão até 5 de março, candidatos com renda e patrimônio elevados levarão grande vantagem sobre os demais

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou uma resolução que permite aos candidatos financiarem até 100% de suas próprias campanhas. Caso o tribunal não reveja essa decisão até 5 de março, candidatos com renda e patrimônio elevados levarão grande vantagem sobre os demais.

A informação é do site da Folha de S. Paulo. Segundo a publicação, um político rico que queira disputar a Câmara dos Deputados, por exemplo, poderá bancar do próprio bolso todo o limite que pode gastar, que é de R$ 2,5 milhões. Em 2016, por exemplo, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), cujo patrimônio declarado era de R$ 180 milhões, investiu R$ 4,44 milhões na própria campanha e foi eleito no primeiro turno.

Nas eleições de 2014, os 513 deputados federais eleitos declararam patrimônio médio de R$ 2,5 milhões, exatamente o teto de gastos definido para as eleições de outubro. Pelo texto da resolução aprovada em dezembro, mas só agora publicada, “o candidato poderá usar recursos próprios em sua campanha até o limite de gastos estabelecido para o cargo ao qual concorre.”

Autoestima
Em declaração a Rádio EBC, o chefe do departamento de Cultura de São Paulo de Olivença, no interior do Amazonas, afirmou que, depois de Recife e Salvador, o melhor carnaval está em São Paulo de Olivença. A prefeitura da cidade gastará R$ 17 mil no carnaval deste ano, segundo a EBC.

Idosos 1
A Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados está analisando projeto do deputado Arthur Bisneto, do PSDB do Amazonas, que institui o Programa de Atendimento Especializado às Pessoas Idosas. Atualmente, Bisneto é Chefe da Casa Civil na Prefeitura de Manaus.

Idosos 2
Pela proposta de Bisneto, as unidades de saúde deverão ter equipes multidisciplinares trabalhando paralelamente ao atendimento clínico convencional. Especialistas em Geriatria e Gerontologia cuidarão de itens como mobilidade, cognição e independência dos idosos,

Refeições
Está em tramitação na Câmara projeto de lei de Carlos Souza, do PSDB do Amazonas, que obriga as escolas públicas do Ensino Fundamental a fornecerem três refeições diárias aos alunos, tanto no turno matutino quanto no vespertino.

Delegados cobram mais contundência de Segóvia
Delegados da Polícia Federal se mobilizam para cobrar uma retratação mais contundente do diretor da PF, Fernando Segovia, que afirmou não haver indício de crime e nem de pagamento de propina no caso de corrupção envolvendo o presidente Michel Temer.

Comissão denuncia Venezuela por direitos humanos
A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) denunciou, ontem, em um extenso relatório o ‘alarmante enfraquecimento’ dos direitos humanos e da democracia na Venezuela, que se ‘intensificaram’ nos últimos dois anos.