Weber rebate crítica de Bolsonaro às urnas e faz elogio à democracia

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) destacou que a democracia garante a liberdade de expressão aos cidadãos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, destacou, neste domingo (7), que a democracia garante a liberdade de expressão aos cidadãos, ao ser indagada sobre as declarações do candidato Jair Bolsonaro (PSL), que questionou o resultado do 1º turno após a apuração indicar que ele disputará o segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, fala durante coletiva (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Comitiva – Durou cerca de dez minutos a visita da chefe da missão da OEA, Laura Chinchilla, a um dos locais de votação em Brasília. A comitiva busca observar o funcionamento das urnas, a organização do processo eleitoral e o acesso dos eleitores (Foto: José Cruz/ABr)

Comissão
A Câmara Municipal de Manaus (CMM) constituiu comissão formada por oito membros para proceder cálculos relativos à diferença da URV, em cumprimento a uma decisão judicial. Os membros têm prazo de 60 dias para a conclusão dos trabalhos da comissão, podendo ser prorrogado por igual período de tempo para terminar as atividades.

Falsas
O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que não foi encontrado, até o momento, “nenhum indicador de que essas fake news tenham qualquer base fática ou real”, conforme apurou o governo.

Abstenções
O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, tem, por enquanto, menos votos que o total de abstenções nesta eleição. O petista tem 27,9 milhões dos votos, enquanto 28 milhões decidiram não votar.

MAIS INFO
18
É o número de países onde brasileiros votaram, ontem: Nova Zelândia, Austrália, Japão, Coreia do Sul, China, Taiwan, Cingapura, Filipinas, Malásia, Honk Kong, Timor Leste, Indonésia, Vietnã, Tailândia, Índia, Nepal, Omã e Emirados Árabes.

1,3 milhão
Foi a quantidade de votos obtidos pelo candidato ‘meme’ Cabo Daciolo (Patriotas), que conseguiu a proeza de superar Henrique Meireles (MDB, 1,28 milhão de votos) e Marina Silva (Rede, 1,06 milhão de votos), na corrida presidencial deste ano.