Após reclamações, instituto afirma que não existe erro de gabarito no concurso da Seduc

Vários candidatos reclamaram após a divulgação dos gabaritos. O concurso vem recebendo críticas desde o domingo, mas somente uma das provas será reaplicada, segundo a secretaria

Eliena Monteiro / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Vários candidatos reclamaram após a divulgação dos gabaritos do concurso realizado pela Secretaria de Educação (Suduc), no Amazonas, no último domingo (8). Muitos dizem que há erros. Outros ficaram confusos. Depois da repercussão negativa, o Instituto Acesso, responsável pelo concurso, informou, na manhã desta terça-feira (10), que “não existe erro de gabarito”.

Gabaritos das provas de concurso público da Seduc foram divulgados na segunda-feira (Foto: Sandro Pereira)

Em nota, a instituição argumenta que as provas são individuais. “Então, cada candidato possui uma prova única”, diz. Segundo o instituto, o gabarito publicado é padrão. “A questão número 1 de uma prova pode ser a número 10 de outra. Além das questões, as respostas também são embaralhadas”, informou.

Por medida de segurança, segundo a organizadora, foram criadas versões diferentes de cada prova. A instituição afirmou que os candidatos devem atentar para o teor das perguntas e das respostas, e não para as letras de cada questão. “Os candidatos precisam atentar para o teor da resposta correta e não para a Letra mostrada no Gabarito, que é um gabarito Exemplo. Em resumo, foram elaboradas e aplicadas 238.000 provas diferentes”, conclui a nota.

Candidatos reclamaram da distância dos locais de prova (Foto: Sandro Pereira)

Após a divulgação dos gabaritos, internautas que acompanham o PORTAL D24AM fizeram reclamações. “Não podemos nos calar e aceitar isso de braços cruzados… Bagunçaram geral…agora multiplica os 235 mil escrito pelos valores pagos na inscrição…Roubalheira… Cadê o ministério público”, disse seguidor do Facebook.”Galera tá uma bagunça… roubaram o nosso tempo e dinheiro… Cadê a justiça desse Amazonas”, completou. “É tanto erro que teve no processo que seria mais válido tirar essa banca e pôr uma outra”, disse outro internauta.

O concurso vem recebendo críticas desde o domingo, dia de aplicação das provas. Candidatos ao cargo de merendeiro formalizaram uma denúncia no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), afirmando que na Escola Estadual Karla Patrícia Barros de Azevedo, bairro Tarumã, zona oeste, provas foram trocadas, não havia salas suficientes para os candidatos e que lacres foram violados.

A Polícia Civil (PC) confirmou que vai apurar as denúncias, levando a concluir que houve registro de Boletins de Ocorrência (BOs) em outras delegacias.

Os candidatos também reclamaram da distância entre os endereços dos inscritos e os locais de prova. Teve candidato que precisou ser deslocar até a Barreira, trecho onde termina a área urbana de Manaus e começam a AM-010 e BR-174.

Apesar disso, a Seduc informou, na segunda-feira (9) que cancelou apenas as provas para o cargo específico de Professor de Ensino Regular – 20 horas. A data de aplicação da nova prova já foi definida: dia 22 deste mês.

Confira os gabaritos por cargo