Prova de estágio do TCE-AM será realizada no dia 16 deste mês na Fametro

O estágio no TCE tem duração de 25 horas semanais, sendo cinco horas diárias, com bolsa mensal de R$ 1 mil, mais R$167,20 de auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais

Com informações da Assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – As provas do Processo Seletivo de Estágio (PSE) para o preenchimento de 185 vagas para estagiários e mais formação de cadastro reserva no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) serão realizadas no dia 16 deste mês, na Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), unidade 3, localizada na avenida Constantino Nery. A informação foi publicada no Diário Oficial do TCE desta segunda-feira (3), pela Escola de Contas Públicas (ECP).

Ao todo, 3.215 candidatos tiveram suas inscrições confirmadas e poderão realizar a prova, que terá duração de três horas, conforme o edital do PSE. A abertura dos portões será às 8h, com início da prova às 9h e término ao meio-dia. O candidato somente poderá deixar a sala 90 minutos após o início da prova.

A comissão responsável pelo PSE orienta aos candidatos que cheguem ao local das provas com pelo menos meia-hora de antecedência, portando documento de identidade original com foto, comprovante de inscrição e caneta esferográfica de tinta azul ou preta. A prova será composta de 4 questões discursivas, de acordo com cada curso.

Resultado

O resultado preliminar deve ser divulgado dia 30 de janeiro e o final no dia 6 de fevereiro de 2019. O candidato terá dois dias úteis para apresentar recurso por escrito e fundamentado à comissão organizadora do processo seletivo, a contar da data de divulgação do resultado preliminar.

O processo visa o preenchimento de 29 vagas para cursos de Administração; três para Arquivologia, 17 para Ciências Contábeis; sete para Ciências Econômicas, três para Comunicação Social, 101 para Direito, 19 para Engenharia Civil e seis para Tecnologia da Informação, além de cadastro reserva para os cursos citados.

O estágio no TCE tem duração de 25 horas semanais, sendo cinco horas diárias, com bolsa mensal de R$ 1 mil, mais R$167,20 de auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais.