Caged: AM tem o melhor saldo de empregos, em setembro, desde 2015

O mês passado registrou os melhores indicadores da série histórica do Caged em nível regional e nacional. No Estado, o saldo foi de 1,8 mil vagas, com destaque para o setor de serviços

Brasília – O Amazonas teve o melhor resultado de empregos para um mês de setembro, desde 2015 da série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). No mês passado, o saldo entre contratações (10,9 mil) e desligamentos (9,1 mil), no Amazonas, foi de 1,8 mil postos de trabalhos, uma variação de 0,46% sobre o resultado de agosto. Em setembro de 2015, houve perda de 1,6 mil vagas e, em setembro de 2016 e 2017, o saldo foi de 495 e 296 vagas, respectivamente.

Caged: AM tem o melhor saldo de empregos, em setembro, desde 2015 (Foto: Agência Brasil)

Entre os setores, o destaque foi o de serviços com saldo de 806 vagas, da diferença entre 4,2 mil contratações e 3,4 mil demissões.

No País, o Caged registrou saldo de 137,3 mil carteiras de trabalho assinadas, em setembro, resultado de 1,2 milhão de admissões e 1 milhão de desligamentos, o melhor resultado para setembro em cinco anos.

O acumulado de janeiro a setembro apresenta acréscimo de 719 mil vagas, um crescimento de 1,90%. O melhor desempenho no mês foi do setor de serviços, que abriu 60,9 mil novos postos de trabalho.

Regiões

Todas as cinco regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em setembro. O Nordeste liderou a abertura de vagas, com 62.177 postos, seguido pelo Sudeste (38.933 vagas). Foram abertos 18.063 postos na Região Sul, 10.262 no Norte e 7.901 no Centro-Oeste.

O Mato Grosso do Sul demitiu a mais do que contratou, com o fechamento de 2.645 postos. As maiores variações positivas ocorreram em São Paulo (22.448 vagas), Pernambuco (21.414), Alagoas (15.179) e Paraná (9.487).