Comércio varejista cresce no Amazonas

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o Estado teve o maior crescimento do País, em julho, com alta de 3%, sendo o terceiro maior em crescimento, no ano

Beatriz Gomes/redacao@diarioam.com.br

Manaus – O comércio varejista do Amazonas apresentou o maior crescimento de vendas do País, em julho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No confronto com julho de 2016, o varejo manteve avanço pelo sétimo mês consecutivo, registrando, em julho, de 2017 taxa de 8,2%. Foto: Nilton Fukuda/AE

Com alta de 3% no sétimo mês do ano, em relação a junho, esse é o quinto mês com crescimento esse ano. No ano, o comércio apresenta resultado acumulado de 5,5% de crescimento, o terceiro maior do País.

Embora ainda negativo, o acumulado dos últimos doze meses, (-1,3%), vem se recuperando mensalmente, com expectativa de passar a ser positivo já a partir dos resultados de agosto.

No confronto com julho do ano passado, o comércio varejista manteve avanço pelo sétimo mês consecutivo, registrando, em julho de 2017, taxa de 8,2%, a segunda mais acentuada no ano, abaixo apenas de abril com 9,9%.

Até mesmo a receita nominal do comércio varejista que é calculada levando em consideração a inflação do período, teve um crescimento de 3% em relação ao mês anterior e de 5,6% em relação a julho/2016. E, já acumula crescimento de 6,9%, em 2017, e de 4%, nos últimos 12 meses.

“Tanto o volume de vendas como a receita nominal tiveram bom desempenho no mês de julho em ambas as comparações: mês anterior ou igual mês do ano anterior. O bom desempenho das vendas no mês reforça a tendência de que 2017 será bem melhor do que foi 2016”, destaca o supervisor de informações do IBGE no Amazonas, Adjalma Nogueira Jaques.

Outro bom desempenho foi do comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, que registrou variação de 15,2% em relação a igual mês do ano anterior e acumula crescimento de 9,3%, em 2017, e 4,1%, nos últimos 12 meses.

O superior desempenho do comércio varejista ampliado em relação ao comércio normal, indica que dois importantes ramos do comércio estão tendo boas vendas: veículos e material de construção. “A melhoria dessas duas atividades comerciais demonstra uma mudança de postura do consumidor, tanto na aquisição de um bem valioso (veículo) quanto no investimento para construção”, ressalta Jaques.

Na comparação com o mês anterior, em julho, o comércio amazonense teve o melhor desempenho do País; tendo Santa Catarina (2,4%) e Roraima (2,2%) com a segunda e a terceira posição. Nessa mesma comparação, em 2017, o Amazonas ocupa a terceira colocação com 5% de crescimento; atrás apenas de Santa Catarina (13,1%) e Alagoas (7,6%).



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES