Emprego tem alta entre os jovens, aponta Ministério do Trabalho

De janeiro a junho, enquanto o saldo entre contratados e demitidos ficou positivo em 67,3 mil vagas, entre os trabalhadores jovens, com até 29 anos, esse número chegou a 260,7 mil, diz Caged

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

A presença dos jovens no mercado formal é positiva em quase todos os setores de atividade. No comércio houve criação de 4,3 mil vagas (Foto: Sandro Pereira)

Manaus – Os jovens foram os principais beneficiados pela alta do emprego formal no Brasil, no primeiro semestre de 2017, segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). De janeiro a junho, enquanto o saldo geral ficou positivo em 67,3 mil vagas, entre os trabalhadores classificados como jovens (até 29 anos) esse número chegou a 260,7 mil.

Em junho, mês do dado mais recente do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), houve desempenho positivo em todas as faixas etárias onde a juventude se enquadra. O saldo ficou em 10,4 mil novos postos para empregados até os 17 anos, em 55,9 mil para quem tem 18 a 24 anos e em 2,2 mil para as pessoas com idades entre 25 e 29 anos. O total foi de 68,3 mil novas vagas.

Segundo o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, esse é um sinal de que a juventude está tendo melhores oportunidades. “O dado nos mostra que os jovens, que sempre estiveram entre os que mais sofrem com o desemprego, estão conseguindo se colocar no mercado formal. Essa é uma boa notícia, pois mostra que nossos filhos estão precisando recorrer menos à informalidade e ao subemprego”, disse.

A presença dos jovens no mercado formal é positiva em quase todos os setores de atividade. Em junho de 2017, para a faixa etária até 17 anos, houve criação de vagas principalmente nos setores de Serviços (5,4 mil), Comércio (4,3 mil), Agropecuária (499) e Indústria da Transformação (227). A única exceção foi o setor Extrativo Mineral, que apresentou déficit de 26 postos.

Alimentador de linha de produção, vendedor e trabalhador da agricultura estão entre as principais ocupações da juventude. Os mais jovens ocupam ainda as vagas de auxiliar de escritório.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES