Feirão da Caixa será no final de maio e terá 3,5 mil imóveis à venda, diz Ademi

A ação ocorre no Manaus Plaza Shopping, nos dias 25, 26 e 27 deste mês. A expectativa da Caixa, que patrocina o evento, é alcançar R$ 150 milhões em financiamentos imobiliária

Beatriz Gomes/ Redacao@diarioam.com.br

Manaus- Com a oferta de 3,5 mil imóveis novos e usados, acontece nos dias 25, 26 e 27 deste mês, o Feirão de Imóveis, realizado pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário no Estado do Amazonas (Ademi) e patrocinado pela Caixa Econômica Federal. No ano passado, a ação movimentou R$ 86 milhões, segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM).

Empresas Direcional, Morar Mais, Vivere, Staff, MRV e RD Engenharia são algumas das empresas que estarão expondo no local. (Marcello Casal JR/ABr)

A expectativa da Caixa é alcançar R$ 150 milhões em financiamentos imobiliários com a realização do evento, segundo o gerente regional de habitação, Alderglan Teles. “A feira tem sido muito importante para o mercado imobiliário local, porque produz, não só nos três dias de evento, mas também ao longo de até três meses após”, disse.

Por conta do volume de negócios e quantidade de participantes, a feira de Manaus acaba não integrando o calendário nacional do Feirão da Caixa, que neste mês acontece em 15 cidades, mas costuma acontecer no mesmo período com o patrocínio do banco. “Queremos que o Amazonas dê esse salto de qualidade esse ano, com os parceiros associados da Ademi levando as unidades. Isso gera um volume grande de correspondente por empresa. Somente uma delas vai levar 150 corretores de imóveis”, afirma o gerente da Caixa.

Direcional, Morar Mais, Vivere, Staff, MRV e RD Engenharia são algumas das empresas que estarão expondo no evento, que ocorre no Manaus Plaza Shopping.

Para o presidente da Ademi, Romero Reis, a redução das taxas de juros do crédito imobiliário, entre outras facilidades para o financiamento da casa própria, devem movimentar o mercado. “Serão 3,5 mil imóveis de todos os tipos à disposição, desde médio padrão até Minha Casa Minha Vida, e as empresas estão dispostas a flexibilizar e facilitar a aquisição pelos clientes”, disse.

Segundo Reis, o evento atrai, em média, 5 mil pessoas por dia. “Com o documento de identidade, comprovante de residência e de renda a pessoa pode sair com o contrato assinado”, explica.

No ano passado, o Feirão da Caixa movimentou R$ 86 milhões em novos negócios em Manaus, nos três dias de evento. O presidente do Sinduscon-AM, Frank Souza, acredita que, em 2018, haverá incremento de, pelo menos, 10%, nas vendas.

“A tendência é que os números sejam superados porque a economia tem se recuperado gradativamente. Novas empresas estarão participando do evento deste ano, com a oferta de mais imóveis com preços e taxas acessíveis”, afirma, destacando que, neste ano, unidades do Faixa 1,5 do Minha Casa Minha Vida estarão disponíveis para venda.

Essa faixa oferece imóveis a famílias com renda de até R$ 2,6 mil, cujo imóvel pode ser financiado pela Caixa com taxas e juros de apenas 5% ao ano. Na Faixa 1,5, o comprador tem até 30 anos para pagar, com subsídios de até R$ 47,5 mil, segundo Frank Souza.

De acordo com o presidente do Sinduscon-AM, a Faixa 1,5 favorece a venda de imóveis com até dois dormitórios, uma demanda comum em Manaus.

Números

Com base no Censo Imobiliário divulgado pelo Sinduscon-AM e Ademi, Souza destacou que, no primeiro trimestre deste ano, foram comercializados 461 imóveis de dois quartos, na capital. No mesmo período do ano passado, foram 131 unidades dessa tipologia, o que representa um aumento de 71,5%.

“Os valores das unidades de dois dormitórios da Faixa 1,5 encontram uma boa parcela de interessados na cidade de Manaus, e normalmente é o tipo de padrão procurado por famílias que estão se constituindo ou em busca do seu primeiro imóvel”, analisa Souza.