MDIC inicia processo de autonomia do Centro de Biotecnologia da Amazônia

Ato que cria a pessoa jurídica do CBA, dando mais autonomia administrativa, foi firmado com o Planejamento e contou com a presença do prefeito de Manaus Arthur Neto

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Inaugurado em 2002 com investimentos de R$ 60 milhões, na época, o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) deve finalmente ter uma solução de sua situação jurídica. Na quarta-feira (16), os ministros da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic), Marcos Jorge de Lima, e do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), Esteves Colnago Junior, assinaram o ato que dá início ao processo de criação da instituição como Organização Social, vinculada ao MDIC. A cerimônia contou com a participação do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, do senador Omar Aziz (PSD), e de vários outros representantes da bancada amazonense.

Nova identidade como pessoa jurídica dá liberdade para contratações (Foto: Divulgação)

Na avaliação do ministro Marcos Jorge, essa é uma pauta muito relevante para a Região Norte, essencialmente para o Amazonas. “Sabemos que esse tema está sendo discutido há vários anos e agora, finalmente, vamos conseguir resolver a situação do CBA, que é fundamental para a realização de pesquisas envolvendo a biodiversidade, principalmente a da Floresta Amazônica”, disse.

Segundo o ministro Esteves Colnago, a pasta vem conduzindo ações que visam a reorganização do Estado, incentivando a criação de estruturas mais fortalecidas, “principalmente nesse momento de ajuste fiscal, quando não há orçamento federal para a gestão de um órgão como o CBA”, disse. Para ele, é muito importante que o centro tenha autonomia para fazer uma boa gestão das pessoas e conseguir remunerar bem para, consequentemente, atrair um bom quadro de servidores.

Com personalidade jurídica própria e um modelo de gestão descentralizado, o MDIC espera que o CBA possa exercer suas atividades de forma eficiente e, assim, gerar os resultados esperados para o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Investimentos

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, destacou a importância do centro para a atração de investimentos, principalmente os aplicados em pesquisa e desenvolvimento. Ele lembrou ainda a necessidade de investimento de infraestrutura no Polo Industrial de Manaus que, segundo ele, também é fundamental para garantir a atração de aportes estrangeiros para a capital amazonense.

O senador Omar Aziz lembrou a importância do centro para a geração de conhecimento da biodiversidade local. “Conhecimento traz melhoria para a vida das pessoas”, ressaltou. Segundo ele, a questão do centro se arrastou por anos e uma das razões era que, em governos passados, havia divergências ideológicas entre ministérios, que impediram que uma decisão definitiva sobre o centro fosse tomada. Situação que foi superada. “A decisão agora não é ideológica. É técnica”, finalizou.

Ministros assinam ato que viabiliza criação do CBA como organização vinculada ao Ministério do Desenvolvimento

Ministros assinam ato que viabiliza criação do CBA como organização vinculada ao Ministério do Desenvolvimento

Posted by D24am on Thursday, May 17, 2018