Prefeitura de Manaus injeta R$ 45 mi na economia com 13º salário dos servidores

Os quase sete mil servidores inativos já tinham recebido a segunda parcela, juntamente com o salário de novembro, no dia 26 de novembro, conforme a Prefeitura de Manaus

Da redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Os mais de 33 mil servidores públicos ativos de Manaus recebem a segunda parcela do 13º salário, nesta sexta-feira (7). O depósito do do direito trabalhista representa uma injeção de mais R$ 45 milhões na economia local. Os quase sete mil servidores inativos já tinham recebido a segunda parcela, juntamente com o salário de novembro, no dia 26 de novembro.

“Sempre antecipamos o 13º, com a primeira metade em junho e a segunda em dezembro. Isso é fruto da nossa organização financeira de uma cidade que é referência em saúde fiscal e, assim, garantimos que não haja insegurança quanto ao pagamento dos nossos servidores”, avaliou o prefeito Arthur Neto.

33 mil servidores públicos ativos do município recebem a segunda parcela do 13º salário (Foto: Divulgação/Semcom)

Pela legislação trabalhista, o pagamento do 13º pode ser efetuado até 20 de dezembro. Nesta segunda parcela, incidem os descontos com Imposto de Renda e encargos sociais do Fundo Previdenciário.

“Com esses pagamentos, os servidores vão poder pagar dívidas e fazer as compras de fim de ano obtendo descontos. Isso mostra que Manaus segue trilhando o caminho da boa saúde fiscal, melhorando a ambiência de negócios na cidade”, destacou o secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Lourival Praia.

A Prefeitura de Manaus também já havia programado o pagamento antecipado do salário de dezembro que será depositado nas contas dos servidores entre os dias 19 e 21, somando mais R$ 100 milhões. Com isso, um total de R$ 145 milhões ajudará a aquecer o comércio local neste período natalino.

Para a servidora do Fundo Manaus Solidária, Suelem Santos, 34, o dinheiro já tem destino certo. “Como houve o adiantamento, e foi de suma importância, vou garantir a rematrícula na escola da minha filha e entrar em 2019 tranquila”, comentou.

O mesmo acontece com o servidor da Casa Civil, Luiz Felipe Vieira, 21, que planejou uma viagem. “Eu programei minhas férias neste final de ano e vou usar esse dinheiro para me divertir”, comemorou.

Outros funcionários tem uma visão mais econômica, como é o caso de dois servidores da Semef. A jovem Samantha Pereira, 24, vai dividir o valor da segunda parcela do décimo em duas partes. “A primeira eu vou poupar, investir na poupança, e a segunda vou pagar dívidas para entrar o novo ano com todos os débitos quitados”, disse.

Já Ricardo Brito, 43, com suas contas pagas, vai investir todo o dinheiro. “Tenho todas minhas contas quitadas, então vou aproveitar e investir em ações de bancos e fazer render mais”, comentou.

Dívidas

Segundo pesquisa divulgada, em novembro, pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), o pagamento de dívidas com o 13º salário é prioridade para os manauaras. O estudo aponta que, pelas incertezas quanto à economia, a maioria dos consumidores pretende pagar dívidas já contraídas. No entanto, há quem priorize a compra de vestuários e calçados para as festas de fim de ano.