Produção de motos no PIM cresce 37% em abril

Esse foi o quarto mês de crescimento na fabricação de motocicletas este ano no PIM, o que trouxe tranquilidade ao setor após vários anos de queda na produção do Polo de Duas Rodas

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – As fabricantes de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) fecharam abril com 88.422 unidades produzidas, o volume representa alta de 37,3% sobre o mesmo mês do ano passado (64.380), porém com recuo de 6,5% (94.599) com relação a março. Setor acredita que aos poucos deve se recuperar da crise que derrubou a produção nos últimos seis anos.

Os resultados também foram positivos nos primeiros quatro meses de 2018 quando saíram das linhas de produção 347,9 mil motocicletas, avanço de 17,6% sobre o mesmo período do ano passado (295.761).

Os resultados também foram positivos no quadrimestre, quando saíram das linhas de produção 347,9 mil motocicletas, alta de 17,6% (Foto: Sandro Pereira)

Para o presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), Marcos Fermanian, este bom resultado mostra que pouco a pouco o setor de Duas Rodas vem se recuperando da crise econômica que jogou para baixo o volume de produção nos últimos anos. “Quatro meses consecutivos de bons resultados faz com que a indústria caminhe para um crescimento sustentável”, diz Fermanian. A expectativa é que haja um crescimento de 5,9% no acumulado do ano.

O último ano em que o Polo de Duas Rodas conseguiu ultrapassar a marca de 2 milhões de motos produzidas foi em 2011. Nos anos que se seguiram, a produção só despencou.

O desempenho de vendas para o atacado também foi positivo. Em abril, foram repassadas às concessionárias 78,5 mil unidades, alta de 28% na comparação com o mesmo mês de 2017 (61,3 mil), mas um recuo de 10% sobre março (87,2 mil). Já no acumulado dos quatro primeiros meses houve aumento de 12,8%, com a venda de 312,5 mil unidades de janeiro a abril.

Entre as categorias mais comercializadas em abril, destaque para Street que aparece no topo do ranking com 48,9% de participação, seguida da Trail, com 23,2% e da Motoneta, 14,1%. Depois vem o Scooter, com 7,2% e a Naked, com 2,4%.

Emplacamentos

Com base nos dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), as vendas no varejo aumentaram 26,4% frente a abril do ano passado, e 3,5% sobre março. Já no acumulado de janeiro a abril, a alta foi de 9,2%, sendo 301,4 mil unidades em 2018 e 275,9 mil em 2017.

Em abril, a média diária de vendas foi de 3,9 mil unidades com 21 dias úteis, salto de 8,4% sobre o mesmo mês do ano passado (3,6 mil) com 18 dias. Já na comparação com março, o avanço foi de 3,5% (3,7 mil).

As exportações de motocicletas também registraram alta de 75,4% em abril, sobre o mesmo mês de 2017. A Argentina liderou o ranking com 77,6% de participação, seguida dos Estados Unidos, com 10,9%, Colômbia (4,5%), México (2,1%) e Austrália (2,1%).