Produtores do Amazonas vão participar de evento mundial de hotelaria e culinária

O evento ocorre nos dias 14 a 16 de março, em São Paulo (SP), e terá 250 expositores de marcas brasileiras e internacionais, entre eles, quatro empreendedores do Amazonas

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O guaraná de Maués, que recentemente recebeu o selo de Indicação Geográfica (IG), e outros produtos da culinária amazonense como azeite natural de castanha do Brasil, farinha de mandioca e chocolates com matéria-prima exclusivamente amazônica, estarão na terceira edição do Salão Internacional de Restaurantes, Hotelaria e Alimentação (Sirha).

O guaraná de Maués é um dos produtos com participação confirmada (Foto: Filipe Araújo/Agência Estado)

O evento ocorre nos dias 14 a 16 de março, em São Paulo (SP), e terá 250 expositores de marcas brasileiras e internacionais, entre eles, quatro empreendedores do Amazonas, selecionados pelo Sebrae.

O Sirha, realizado em seis países incluindo o Brasil, é voltado para profissionais de foodservice e hotelaria, apresentando oportunidade para a busca de novos mercados, parcerias e chances de exportação dos produtos.

O guaraná de Maués, que recentemente recebeu o primeiro selo de Indicação Geográfica (IG) de 2018, também garantiu espaço reservado para divulgação do fruto tanto em sua forma natural quanto em rama, bastão, pó e em forma de xaropes. O vice-presidente da Cooperativa Agropecuária dos Produtores Rurais de Maués, Luca D´Ambros, italiano, morador de Maués e dedicado ao plantio e venda do guaraná desde 2002, vai participar pela primeira vez da feira e fala que a oportunidade cria novos laços de mercado e mostra o grande potencial que o produto tem dentro da gastronomia regional.

“A feira serve como uma vitrine para mostramos o que produzimos de melhor e estou muito feliz pela oportunidade de apresentar para profissionais da gastronomia mundial a capacidade de sabor do guaraná produzido em Maués”, afirma.

Outro empreendedor que vai representar o Amazonas é Marcio Cunha, de Tefé, proprietário da empresa Jutica Produtos da Amazônia, que é responsável pela produção de azeite de castanha do Brasil, castanha do Brasil, farinha de mandioca e farinha de tapioca sem a utilização de agrotóxicos.

“Vamos ter a oportunidade do contato direto com empresas do mundo todo especializadas em gastronomia e hotelaria, garantindo valorização do nosso produto. É algo muito satisfatório”, disse.