Setor de Serviços no AM tem o melhor novembro em três anos

Mesmo com a retração de -29% naquele mês, o resultado superou os últimos anos, segundo o estudo mensal do IBGE, que apontou melhora do setor

Beatriz Gomes / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O setor de serviços do Amazonas cresceu 2,2%, em novembro, comparado a outubro, e 3,2% na comparação com novembro do ano passado. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com esses resultados, a taxa acumulada no ano diminuiu a retração e ficou em -2,9%, o melhor resultado para novembro nos últimos três anos.

Setor de Serviços no Estado teve o melhor novembro em três anos. (Foto: Sandro Pereira).

A variação da receita nominal em novembro ficou em 2,6% em relação a outubro, na série com ajuste, e, em comparação com novembro de 2016, a variação sem ajuste sazonal ficou em 9,7%. A taxa acumulada no ano ficou em 2,7% e, em 12 meses, 2,0%.

“O melhor desempenho da receita nominal é pelo fato de que seu calculo não sofre deflação de índices. Assim, não fosse a inflação do período, o volume de serviços teria um resultado bem melhor”, destaca o IBGE.

No entanto, os resultados do volume de serviços apresentados pelos acumulados no ano e nos últimos 12 meses demonstram melhora de desempenho da atividade na economia local. Em novembro de 2015, o acumulado no ano foi -9,7%; e, em novembro de 2016, -14,4%. Embora ainda negativo em -2,9%, novembro de 2017 se revelou como o melhor penúltimo mês dos últimos três anos.

O resultado de novembro colocou o Amazonas na oitava posição entre as Unidades da Federação. Já no acumulado de 2017, até novembro, o Estado possui a sétima melhor posição, onde somente Mato Grosso (13,5%) e Paraná (4,8%) estão com crescimento positivo no ano.

Nacional

No País, o volume do setor de serviços cresceu 1% na passagem de outubro para novembro de 2017. Segundo a pesquisa, a alta veio depois de duas quedas do setor: de 0,8% em outubro e de 0,1% em setembro.

Na comparação com novembro de 2016, os serviços tiveram queda de 0,7%, de 3,2% no acumulado do ano e de 3,4% no acumulado de 12 meses.

Cinco dos seis segmentos de serviços pesquisados pelo IBGE tiveram aumento de outubro para novembro. Três deles acusaram alta de 0,9%: serviços prestados às famílias, serviços de informação/comunicação e turismo.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES