Corinthians vai enfrentar hoje o Avaí com reforços no gol e ataque

Com os desfalques de Cássio e do artilheiro Jô, líder Corinthians aposta em inexperiente goleiro e atacante com jejum de gols contra o Avaí, em São Paulo

Agência Estado/vencer@diarioam.com.br

São Paulo – Caíque França, um goleiro de 22 anos e que fará apenas o segundo jogo como titular profissionalmente, e Kazim, um atacante que não faz um gol há quase nove meses, são as novidades do Corinthians para enfrentar o Avaí, hoje, às 17h (de Manaus), na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 34ª rodada do Brasileiro.

Jovem goleiro Caíque França, 22, tem apenas um jogo como titular profissionalmente antes de pegar o Avaí (Foto:Corinthians/Divulgação)

A desconfiança com a dupla dá lugar à esperança quando se lembra que, na rodada passada, foram dois heróis improváveis que decidiram a partida contra o Atlético-PR. Em Curitiba, Walter substituiu Cássio e pegou um pênalti. Giovanni Augusto, que não marcava havia mais de um ano, fez o gol da vitória.

Neste sábado, será dia de ver Caíque França em ação. O jovem goleiro substitui Walter, que sofreu grave lesão na coxa e ficará até quatro meses longe dos gramados. França, que chegou ao clube quando tinha apenas sete anos, fez dois jogos na temporada: contra o Linense, no Paulistão, e entrou diante do Atlético-PR. Ele começou o ano como quarta opção do gol, superou Matheus Vidotto nos treinos, virou terceira opção e, com as ausências de Cássio e Walter, ganha uma chance, hoje.

No Timão, Caíque França é visto como um atleta com futuro brilhante, mas a comissão técnica teme que ele sinta a importância do jogo. O clube chegou a estudar a possibilidade de pedir a volta antecipada de Cássio da Seleção Brasileira para jogar pelo menos contra o Fluminense, mas a CBF avisou que não irá liberar.

No ataque, os holofotes estarão em Kazim, que entra no lugar do artilheiro Jô, suspenso. O turco tem 26 jogos oficiais nesta temporada e apenas um gol marcado. Foi no dia 18 de fevereiro, na vitória, por 1 a 0, sobre o Audax, em Osasco (SP), pelo Paulistão. De lá para cá, já são quase nove meses sem balançar as redes.

“Ele começou bem o ano, fez gol contra o Audax e teve boa atuação diante do Palmeiras. Ele é trabalhador e é um cara de grupo, experiente. Nesses momentos é bom ter um cara assim no time”, disse o volante Gabriel.

E o Corinthians pode ser campeão, na próxima quarta-feira. Basta vencer o Avaí e o Flu e torcer para que o Grêmio não vença os seus dois jogos – contra Vitória e São Paulo.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES