Em busca do tri, Santos joga final da Libertadores na Arena da Amazônia

Equipe paulista representa o Brasil na decisão do torneio continental, hoje, na Arena da Amazônia. Alvinegro praiano marcou 16 gols na competição e chega à decisão de maneira invicta

Natasha Pinto / vencer@diarioam.com.br

Manaus – A Taça Libertadores Feminina se despede de Manaus com uma final entre Brasil e Colômbia. O Santos duela contra o Atlético Huila (COL), às 19h30, deste domingo (2), na Arena da Amazônia. Única equipe invicta do torneio, as Sereias da Vila entram em campo na busca pelo tricampeonato do torneio, enquanto o auriverde colombiano tenta seu primeiro título continental. No abre alas da decisão, o Iranduba enfrenta o Colo-Colo (CHI), às 16h30, em partida que define o terceiro colocado da competição.

Para o jogo da final, Santos terá todas as jogadoras à disposição (Foto: Pedro Ernersto Guerra/SantosFC)

A equipe da baixada santista chega à decisão invicta. Com gols marcados em todos os jogos e uma equipe ajustada, a treinadora Emily Lima quer encerrar a temporada com a conquista. Para isso, a treinadora espera colocar em prática a estratégia montada para encaras as colombianas.

“Já estudamos o adversário e, caso passássemos para a final, já teríamos um planejamento definido. Temos que potencializar o que de melhor temos sem deixar de tomar cuidado com o que o Huila já apresentou no campeonato. Eles podem surpreender e criar dificuldades para os adversários”, argumentou a técnica santista.

Do outro lado do campo, o Atlético Huila (COL) comemora a boa fase. Além da vaga na final, a Colômbia voltou a ter um representante na decisão após cinco anos. Pela primeira vez na competição, o técnico Albeiro Lopez classificou a decisão como “histórica” e tentou descrever o sentimento para a decisão deste domingo.

“Essa final é histórica para nós. Afinal, chegamos à final da Taça Libertadores em nossa primeira participação. Não há palavras para descrever este momento. O Santos será um ótimo adversário, pois é uma equipe de renome no Brasil e pelo que vem apresentando no campeonato. Isso faz com que nossa conquista até aqui tenha ainda mais valor”, revelou o comandante.

Quanto à escalação que deve ir a campo, Lopez preferiu manter o mistério sobre como o Atlético Huila se comportará perante as Sereias da Vila. Entretanto, ele garante que as jogadoras entrarão em campo para brigar pelo título.

“Nós sempre disputamos uma competição para poder chagar à final e levantar a taça. No domingo (hoje), não será diferente. Respeitamos nosso adversário, mas queremos fazer história e conquistar a primeira Taça Libertadores Feminina para a Colômbia”, finalizou.

Consolação

Eliminado na competição ao ser derrotado para Atlético Huila, nos pênaltis (após empatar em 1 a 1 no tempo normal) na última quinta-feira, o alviverde irandubense pega o tradicional Colo-Colo, do Chile, que na fase de classificação somou um ponto a mais que o Hulk, sendo o melhor segundo colocado do torneio, ficando atrás do time finalista, Santos-SP.