Fiorentina homenageia Astori e vence com gol brasileiro no primeiro jogo após tragédia

O time anfitrião venceu o Benevento por 1 a 0, com gol do brasileiro Victor Hugo, justamente o substituto do jogador falecido

Agência Estado / redacao@diarioam.com.br

Florença – A Fiorentina fez, neste domingo (11), seu primeiro jogo após a morte do zagueiro e capitão Davide Astori. Com o estádio lotado em Florença e em meio a muitas homenagens, o time anfitrião venceu o Benevento por 1 a 0, com gol do brasileiro Victor Hugo, justamente o substituto do jogador falecido. O duelo foi válido pela 28ª rodada do Campeonato Italiano.

Os jogadores da Fiorentina entraram em campo com a camisa de número 13 e o nome de Astori nas costas. Também havia uma bandeira no centro do gramado com a imagem do jogador e a frase “capitão para sempre”.

Os torcedores exibiram faixas, camisas com a foto do jogador, e também gritaram o nome de Astori. Antes do apito inicial, os atletas das duas equipes se abraçaram no centro do gramado e prestaram o minuto de silêncio.

Em campo também havia crianças, com as camisas da Fiorentina e Cagliari. Ainda antes de a bola rolar, foram lançados dezenas de balões nas cores do time de Florença. A partida começou e foi paralisada aos 13 minutos do primeiro tempo.

Na arquibancada, formou-se um mosaico com a frase ‘Davide 13’. Pouco após o reinício, o brasileiro Victor Hugo, que ficou com a vaga do capitão e atuou com o número 31 (o 13 invertido), marcou de cabeça o gol da partida aos 25 minutos da etapa inicial. Na comemoração, o brasileiro exibiu uma camiseta com a foto de Astori e bateu continência.

Os torcedores exibiram faixas, camisas com a foto do jogador, e também gritaram o nome de Astor (Foto: Reprodução/Viola Channel TV)

Astori foi encontrado morto em seu quarto de hotel, no último domingo, em Údine, onde a equipe estava concentrada para o duelo com a Udinese, pelo Campeonato Italiano. Uma autópsia realizada na última terça-feira confirmou que uma parada cardíaca foi a causa da súbita morte do jogador.

O jogador estava na Fiorentina desde 2011. Ele também defendeu a seleção italiana em 14 partidas, entre 2011 e 2017, e esteve presente na Copa das Confederações realizada no Brasil em 2013.

A morte de Astori levou a Federação Italiana de Futebol a adiar os jogos da rodada do último domingo do Campeonato Italiano. Como forma de homenagear o zagueiro, a Fiorentina e o Cagliari, duas das equipes em que atuou na Itália, decidiram aposentar a camisa 13, número que ele vestiu atuando pelos dois clubes.