Lionel Messi pode deixar Barcelona de graça se Catalunha se tornar um país independente

Em novo contrato, Messi incluiu cláusula que o permite deixar o time sem qualquer tipo de multa caso haja uma independência e o clube fique impedido de atuar em grandes campeonatos

Das Agências / redacao@diarioam.com.br

Barcelona – Considerado como um dos principais instrumentos da independência da Catalunha, o Barcelona poderia ficar sem seu principal astro caso a separação da região com a Espanha de fato ocorresse. Lionel Messi incluiu em seu novo contrato com o clube uma cláusula que o permite deixar o time sem qualquer tipo de multa caso haja uma independência e o clube fique impedido de atuar em grandes campeonatos. A revelação foi publicada, nesta sexta-feira (5), pelo jornal El Mundo.

(Foto: Barcelona/Divulgação)

O clube catalão não comenta os contratos de seus jogadores. Mas o Estado confirmou com fontes dentro do clube que, de fato, a concessão foi feita pelos diretores do time. Os cartolas consideram que o gesto de Messi é, na realidade, uma demonstração de seu compromisso com o clube, sempre que possa jogar uma grande competição nacional.

Oficialmente, o clube não adotou uma postura contra ou a favor da independência da Catalunha. Mas, nos bastidores, não tem evitado que parte de sua torcida use os jogos para empunhar a bandeira de uma região independente. Um de seus maiores nomes, Josep Guardiola, chegou a dizer que a Catalunha vivia ‘sob a ditadura da Espanha’. O zagueiro Gerard Piqué também foi alvo de polêmicas por parte de seu posicionamento.

Com 30 anos, Messi fechou em novembro um contrato com duração até 2021, depois de muitas polêmicas e sugestões de que sua era no Barça teria terminado. Por 35 milhões de euros por ano (cerca de R$ 136 milhões), o argentino optou por permanecer. A multa estipulada para quem quiser levar Messi antes de 2021 é de 700 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões). Seus advogados, porém, insistiram que não era apenas o salário que contaria.

Uma eventual independência da Catalunha que deixasse o Barça fora do Campeonato Espanhol poderia modificar todos os cenários. Pelo entendimento, Messi poderia sair livremente do clube caso o Barcelona não jogue o torneio espanhol.

Madri já deixou claro que, em caso de secessão, o time de Messi não atuaria nos campos espanhóis. O argentino também poderia abandonar se o clube, com uma Catalunha independente, não fosse incluído em um dos três campeonatos europeus: Alemanha, França ou Inglaterra.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES