De sonho à realidade: manauara Ryan Matheus assina com o Flamengo

Após brilhar nas quadras do Norte do País, jovem foi indicado por olheiro e hoje joga na equipe sub-15 do clube da Gávea. Entre os sonhos, estão o de jogar uma Copa do Mundo e se profissionalizar

Natasha Pinto / vencer@diarioam.com.br

Manaus – Trinta e cinco anos depois de Gilmar Popoca, o Clube de Regatas Flamengo volta a ter um amazonense em suas categorias de base. Desta vez, a equipe sub-15 conta com Ryan Matheus. Atualmente, o manauara já mora no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, que fica em Vargem Grande, no Rio de Janeiro. No local, inclusive, o garoto tem contato direto com os principais jogadores da equipe rubro-negra, entre eles, Diego, Everton Ribeiro e Guerreiro.

Ryan Matheus mora e estuda no Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo (Foto: Divulgação)

O jovem jogador, que atua no meio campo, começou a jogar o futebol com 7 anos, no Sesi -Clube do Trabalhador, onde disputava torneios amadores e se consagrou como destaque na Copa Roraima de Futebol Sub-15, pela seleção amazonense este ano. “Meu maior destaque foi a Copa Roraima, até porque a equipe teve uma boa campanha. Desde os meus sete anos, sempre sonhei em ser jogador de futebol, então minha família acreditou em mim”, comentou Ryan.

Com o passar dos anos, o manauara foi se firmando no futebol local e, então, a família decidiu mudar-se para o Estado do Rio de Janeiro, na cidade interiorana de Xerém. “A minha mãe e meu irmão mais novo, vieram comigo no começo deste ano. Então consegui treinar no Tigres do Brasil. Foi aí que Paulinho Nascimento (olheiro) me viu jogando e me indicou ao Flamengo”, explicou a promessa manauara.

Adaptação

A partida impressionou tanto Paulinho que Ryan não precisou passar pela peneira. Foi direto para o treino em campo com a equipe. Apesar da pouca idade, o meio-campista contou que agora treina seis vezes na semana e que sente a diferença dos treinamentos que fazia quando morava em Manaus.

“Aqui (no Ninho), treinamos de segunda a sábado, tanto a parte técnica quanto a física. As duas na mesma intensidade. Os estudos são pela parte da tarde e nos finais de semana, jogamos com diferentes times da região. Aqui, estou tendo a oportunidade de ver e fazer um treinamento de verdade, que só me farão um grande jogador no futuro”, explicou o jogador do Flamengo.

Entre os principais objetivo de Ryan está: se firmar-se na equipe titular, ganhar títulos no time carioca, ser convocado para a Seleção Brasileira Sub-15 e, no futuro, ter a oportunidade de jogar na equipe principal do Flamengo e da Seleção Brasileira.

“Meu objetivo é me firmar no grupo e somar com meus companheiros. Quero ser convocado para a Seleção de base sub-15 e seguir treinando firme pra chegar bem no profissional. Meu maior sonho é jogar uma Copa do Mundo e levar o nome da minha cidade para todo o planeta”, contou.

Inspiração

Mesmo não conhecendo o também amazonense Gilmar Popoca, que foi Campeão Mundial Sub-20 em 1983 e medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984, Ryan espera poder conhecê-lo pessoalmente e trilhar o mesmo caminho de sucesso do ex-jogador. “Eu não o conheço, mas espero ter essa oportunidade para pegar umas dicas e levar o nome do nosso estado mais alto ainda”, finalizou.