Déficit aumenta e Corinthians tem R$ 472,3 milhões de dívidas

Líder do Brasileiro vem operando no vermelho e teve prejuízo no primeiro semestre

Estadão Conteúdo / redacao@diarioam.com.br

O Corinthians acumula R$ 472,3 milhões de dívidas. O valor, atualizado em 30 de junho, é R$ 46,4 milhões maior do que o clube devia em 31 de dezembro de 2016 de acordo com demonstrativo financeiro divulgado pelo Corinthians. O clube terminou a temporada passada com R$ 425,8 milhões em dívidas.

O Corinthians vem operando no vermelho e o déficit acumulado este ano, até o fim de junho, foi de R$ 35,5 milhões. O departamento de Futebol foi responsável por R$ 17,8 milhões desse montante e outros R$ 17,6 milhões vieram do clube social e dos esportes amadores.

Mais de 3 milhões de torcedores já passaram pela Arena Corinthians (Foto: Rafael Arbex/Estadão)

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Corinthians enfrenta sérios problemas financeiros e deve luvas de transferências para diversos empresários de jogadores. A negociação para renovação do empréstimo do zagueiro Pablo, por exemplo, está atrasada justamente por entraves financeiros.

Eleito em 2015 e com mandato até fevereiro de 2018, o presidente Roberto de Andrade tinha como prioridade da sua gestão equilibrar as finanças do clube. A dívida alvinegra quando o dirigente assumiu o Parque São Jorge era de R$ 313 milhões.

Desde 2014, o Corinthians não conta com as receitas de bilheteria do Itaquerão. Todo dinheiro arrecadado com venda de ingressos vai para um fundo responsável por administrar e pagar o financiamento do estádio.