Em clássico, São Paulo e Palmeiras acirram a disputa pela liderança

Duelo entre São Paulo e Palmeiras tem invencibilidade do Tricolor em casa à prova e mistério na escalação alviverde

Estadão Conteúdo / redacao@diarioam.com.br

São Paulo – Os 16 anos sem derrotas do São Paulo para o Palmeiras no Morumbi podem até servir de combustível para o confronto decisivo, neste sábado (6), às 17h (de Manaus), pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas o fato é que há muito mais em jogo neste duelo com cara de mata-mata entre concorrentes diretos ao título do que simplesmente quebrar uma sequência ruim do Palmeiras ou manter a invencibilidade dos donos da casa.

Ambas as equipes precisam do resultado positivo para seguir firme na briga pelo título (Foto: César Greco/Ag. Palmeiras)

Para os anfitriões, ganhar terá dois significados importantes: passar novamente à frente do rival, que tem um ponto a mais (53 a 52) na tabela, e interromper período de desconfiança e oscilações no torneio.

Ao contrário do São Paulo, cuja escalação dificilmente terá surpresa, cravar os 11 palmeirenses é tarefa das mais complicadas. Nas últimas rodadas, o técnico Luiz Felipe Scolari mesclou o time por causa dos jogos de meio de semana nos torneios mata-mata, preocupado com o desgaste físico do grupo. Após o duelo com o Colo-Colo, quarta-feira, ele teve dois dias para recuperar os atletas.

Nessa sexta-feira (5), por exemplo, nem o lateral Diogo Barbosa nem o zagueiro Edu Dracena apareceram em campo durante os 15 minutos de acesso que os jornalistas tiveram ao treino.

Após o clássico, as equipes terão a semana livre para curtir o resultado positivo ou chorar a derrota. O São Paulo só encara o Inter no domingo que vem, mesmo dia em que o Palmeiras receberá o Grêmio.