Flamengo quer vaga antecipada às Oitavas

Rubro-Negro enfrenta, nesta quarta-feira, o time equatoriano com o total apoio da torcida e deseja se garantir na próxima fase da ‘Liberta’. Treinador adversário sonha em novo ‘Maracanazo’

Estadão Conteúdo / redacao@diarioam.com.br

Rio de Janeiro – Pela primeira vez contando com o apoio de sua torcida, o Flamengo recebe o Emelec, nesta quarta-feira (16), às 20h45 (de Manaus), no Rio de Janeiro, buscando garantir a classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores. Para tanto, a equipe rubro-negra, vice-líder do Grupo D, precisa vencer os equatorianos por qualquer placar. A expectativa é de, mais uma vez na temporada, o Estádio do Maracanã estar lotado.

Último treino no Ninho do Urubu foi marcado pelo bom clima (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Isso porque, mais do que a possibilidade real de se classificar com uma rodada de antecipação, o Flamengo terá pela primeira vez a torcida a seu favor na Libertadores. Nos outros dois jogos em casa, diante de River Plate e Independiente Santa Fe, o time rubro-negro precisou atuar com portões fechados em virtude de uma punição sofrida após a confusão generalizada ocorrida no fim do ano passado na decisão da Copa Sul-Americana contra o Independiente.

Para a partida, o Flamengo é franco favorito. O time encara o lanterna da chave, a quem venceu na segunda rodada por 2 a 1, em Guayaquil. Apesar disso, o capitão Juan prevê um confronto duro. “Sabemos que será um jogo muito difícil, foi assim no Equador. O grupo é muito equilibrado, mas é a nossa chance de nos classificarmos com uma rodada de antecedência”, disse o zagueiro, em entrevista coletiva.

Juan também afirmou que o time precisará ter maturidade para não deixar que a boa situação na tabela de classificação atrapalhe. “Temos que controlar a ansiedade, mas não podemos ser passivos. Temos que ter postura de quem quer vencer”, considerou o zagueiro. “Os últimos jogos no Maracanã nos deram ensinamentos. Temos a obrigação diária de vencer. Cabeça no lugar, pensar o jogo e buscar a vitória”.

Apesar de estar na lanterna da chave, com apenas um ponto em quatro jogos, o Emelec ainda tem chances de avançar. Mas, para tanto, apenas uma vitória sobre o Flamengo interessa. Para piorar, a dupla de atacantes Brayan Angulo e Marlon de Jesús nem sequer vieram ao Brasil por estarem lesionados.

A partida marcará a despedida do uruguaio Alfredo Arias da equipe equatoriana. O treinador pediu demissão há uma semana, e pensa num possível ‘Maracanazo’. “Não conheço o Maracanã. Para mim será uma sensação totalmente incrível. Em meu interior tem uma pequena luz que diz que podemos fazer outro Maracanazo”, disse o técnico, que deverá assumir a Universidad de Chile.