Líder do Brasileirão, São Paulo busca alívio e boa vantagem

A disputa acirrada com o Internacional pela ponta da tabela não tem dado trégua ao Tricolor Paulista, que recebe, neste sábado, o América-MG, focado na vitória para disparar na liderança isolada

Estadão Conteúdo / redacao@diarioam.com.br

São Paulo – O São Paulo vem brigando ponto a ponto com o Internacional pela dianteira do Campeonato Brasileiro. Por isso, vencer o América-MG, neste sábado (22), às 15h (de Manaus), no Morumbi, pela 26ª rodada, significará não só a garantia de permanecer à frente da concorrência por mais uma rodada como poderá representar um raro respiro ao time em meio à disputa acirrada desta edição.

Diego Aguirre pode optar pelo esquema com três zagueiros ou 4-4-2 (Foto: Newton Menezes/Estadão Conteúdo)

Com 50 pontos, um à frente dos gaúchos na tabela, a equipe de Diego Aguirre abrirá quatro pontos caso saia de campo vencedora, hoje. O Inter só joga, amanhã, quando visita o Corinthians. Caso o rival direto perca seu jogo, e o Palmeiras não vença o Sport, na Ilha do Retiro, também no domingo, o São Paulo atingirá a maior vantagem como líder desde que alcançou o topo pela primeira vez, ao fim da 17ª rodada.

Naquela ocasião, após vencer o Vasco (2 a 1), o Tricolor Paulista ficou um ponto à frente do, então, vice-líder Flamengo. Depois disso, a maior distância que o clube do Morumbi conseguiu foi de três pontos.

Curioso é que, a exemplo desta rodada, o São Paulo vem jogando quase sempre antes do Internacional, o que acaba dando aos gaúchos a ‘vantagem’ de saber o que precisam fazer. Apenas duas vezes (20ª e 23ª rodadas), as equipes entraram em campo no mesmo horário.

Com duas baixas por lesão – Bruno Peres e Everton se recuperam de dores musculares – e outras duas por suspensão – Bruno Alves e Rojas receberam o terceiro amarelo na rodada anterior -, o técnico Diego Aguirre terá de mexer bastante na equipe. Se optar pela formação com três zagueiros, que utilizou no clássico contra o Santos, o uruguaio terá de promover o retorno de Rodrigo Caio, que perdeu posição no time após ficar um longo período se recuperando de lesão no pé esquerdo.

E caso Aguirre mande a campo o time do São Paulo no 4-4-2, o mais provável é que Edimar seja posicionado na lateral esquerda e Reinaldo jogue adiantado na ponta, como já fez em outras oportunidades.

Do outro lado, Adilson Batista deverá promover mudanças no América-MG, atualmente 12º colocado, com 30 pontos. Recuperado de lesão, o meia Gerson Magrão treinou normalmente e pode voltar ao time. Giovanni e Norberto, machucados, seguem entregues ao departamento médico. Para o lugar deste último, o treinador estuda utilizar Aderlan.

E o treinador acredita que é possível fazer uma boa partida como visitante. “Sei da força da torcida no Morumbi. Mas o que precisamos passar para nossos atletas e para nós mesmos é confiança, personalidade, coragem, responsabilidade e alto grau de concentração”, avaliou Adilson.

Ele ainda esbanjou confiança, bem ao contrário das críticas que fez ao time após o empate sem gols em casa com o Ceará, qualificado “como meu pior jogo aqui”.