José Aldo fala em se aposentar como campeão e não descarta ‘superluta’

O afastamento por questões de saúde de Max Holloway o impede de defender o cinturão dos penas

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O afastamento por questões de saúde de Max Holloway o impede de defender o cinturão dos penas. Assim, após brilhante vitória sobre Jeremy Stephens ainda no primeiro round, motiva o manauara José Aldo a encarar o norte-americano e desafiante da vez, Brian Ortega, na próxima luta, numa possível disputa de cinturão interino, para, em caso de vitória, se credenciar para disputar o título linear.

(Foto: João Baptistia/Divulgação)

Com três lutas em seu contrato com o UFC, Aldo quer conquistar o cinturão e pendurar as luvas. “A gente quer ser campeão. A gente quer parar sendo o campeão e a gente está próximo. Nunca ficou longe. Mas, essa luta (contra Stephens) mostrou minha qualidade. Então, eu quero, sim, disputar o cinturão. Se conseguir o título, eu paro com o título”, disse Junior, durante o lançamento do seu projeto social, no Rio de Janeiro, em parceria com ‘Oi’ telecomunicações.

Ele também não descarta o velho sonho de se testar na categoria de cima (a leve). “Se eu tiver a oportunidade, eu quero sim. Falta isso na minha carreira, me testar um pouco com atletas de outra categoria”, explicou o peso-pena.