Lutadores amazonenses veem novos rumos dentro do UFC

Com a terceira vitória na maior franquia de MMA do mundo, Ketlen Vieira deve renovar seu contrato. Já Adriano Martins lamentou mais uma derrota e está com o futuro incerto no Ultimate

Thiago Fernando/vencer@diarioam.com.br

Manaus – Com a presença dos lutadores Adriano Martins e Ketlen Vieira, a edição 215 do UFC prometia fortes emoções aos fãs de MMA do Amazonas. Mas após o evento, realizado no último sábado (9), os representantes do Estado podem tomar rumos diferentes dentro da maior organização de MMA do mundo.

Sábado Lutadores de Manaus tiveram resultados distintos no UFC 215. Foto:UFC/Divulgação

Aos 26 anos e com três triunfos seguidos no Ultimate, Ketlen Vieira deve renovar contrato com a franquia. No sábado, ela entrou no octógono como a ‘zebra’ contra a americana Sara McMann, até então, sexta colocada do ranking da categoria dos galos (até 61,2 quilos). Invicta no MMA, Ketlen mostrou ser uma realidade e finalizou a adversária no final do segundo round.

A vitória surpreendeu a muitos especialistas da modalidade, mas para a amazonense, oriunda do judô, o resultado apenas comprovou que a sua preparação está sendo bem feita. “Nunca trabalhei com mídia. Sempre trabalhei com o resultado. Fico na minha, buscando melhorar nos treinamentos e Deus vem me abençoando. Sempre fui ‘azarona’, mas isso não muda nada”, declarou Ketlen.

Morando no Rio de Janeiro, Ketlen Vieira treina na Nova União, ao lado de feras como José Aldo, Renan Barão e Ronnys Torres. “No Rio, tenho mais qualidade de treinamento. Além disso, não tenho apoio nenhum de Manaus. Me viro sozinha. O dinheiro que ganho numa luta, já invisto na outra”, revelou a lutadora de Manaus.

Com a projeção dos triunfos no Ultimate, Ketlen acredita que precisa ficar mais alerta no octógono. “Sei que as pessoas vão ficar de olho no meu jogo após está vitória. Tenho que treinar as minhas falhas, melhorar a parte em pé e obedecer à estratégia de cada luta. Por exemplo, sabíamos que a Sara (McMann) vinha muito forte no primeiro round, por isso, me segurei para buscar o resultado quando ela estivesse cansada”, afirmou Ketlen.

E diferente da última luta, a amazonense não tem em mente nenhuma adversária. “Quem vai decidir o meu futuro é o meu mestre Dedé Pederneiras. Não sei quem ele vai pedir ou quem o UFC vai oferecer. Estou pronta e vou treinar para enfrentar quem aparecer”, garantiu.

E enquanto Ketlen Vieira tem motivos para comemorar, o lutador Adriano Martins ligou o sinal de alerta. Após conseguir três vitórias consecutivas no UFC, o atleta da American Top Team perdeu suas ultimas duas lutas na franquia. Diante do canadense Kajan Johnson, Adriano sucumbiu no inicio do terceiro round graças a um cruzado de direita mal encaixado.

Suspenso por 40 dias devido ao nocaute, Adriano informou não saber qual será seu futuro no UFC e está aguardando a posição de seu empresário e da organização. Com 34 anos, ele já lutou sete vezes pelo UFC, sendo quatro vitórias e três derrotas. O último triunfo ocorreu em outubro de 2015, diante do russo Islam Makhachev.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES