Ponte e Fluminense empatam sem gols em noite de homenagens a Abel Braga

Partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro havia sido adiada devido a morte de João Pedro Braga, filho do técnico do Fluminense

Agência Estado

Ponte Preta e Fluminense não conseguiram balançar as redes na noite desta quarta-feira, no estádio Moisés Lucarelli. O jogo foi válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro e acabou sendo adiado devido a morte de João Pedro Braga, filho do técnico Abel Braga, que foi homenageado antes de a bola rolar.

Jogo havia sido adiado (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

Os jogadores pontepretanos entraram com uma faixa e camisetas desejando força ao chefe do Fluminense, enquanto a torcida gritou seu nome assim que ele entrou em campo. Abel Braga livrou a Ponte Preta do rebaixamento à Série B em 2003.

Sem vencer há três jogos, o time campineiro chegou ao segundo empate seguido sem gols em casa – no domingo foi contra o Vasco – e terminou o primeiro turno na 14ª colocação, com 23 pontos. O Fluminense perdeu a chance de se aproximar da zona de classificação à Copa Libertadores, mas subiu para o nono lugar, com 26.

Como foi o jogo

O primeiro tempo foi bastante amarrado e com poucos lances de perigo. A Ponte Preta começou pressionando e quase abriu o placar aos nove minutos, quando Nogueira escorregou e a bola sobrou para Léo Artur, que foi desarmado na hora da finalização. Esse lance acordou o Fluminense e o duelo ficou mais equilibrado.

Wellington Silva foi derrubado por Marllon na meia lua e Gustavo Scarpa cobrou falta por cima do gol. Na sequência, Henrique Dourado recebeu dentro da área e finalizou rasteiro. A bola desviou em Luan Peres e tocou em cima do travessão antes de sair Depois disso, o Fluminense valorizou a posse da bola, mas sem criar.

O segundo tempo começou com Lucca assustando Júlio César em chute rasteiro na rede pelo lado de fora. Na sequência, Jadson ganhou a dividida com Renato Chaves e arriscou por cima. No contra-ataque, o Fluminense levou perigo em finalização rasteira de Wellington Silva defendida por Aranha.

Pressionada pela torcida, a Ponte Preta se lançou com tudo para o ataque em busca da vitória e até criou uma boa oportunidade em chute rasteiro de Felipe Saraiva, mas errou muitos passes e deixou o campo debaixo de vaias.

Na abertura do returno, a Ponte Preta volta a campo no domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). O Fluminense enfrentará o Santos na segunda-feira à noite, no Pacaembu, em São Paulo.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES