Enem 2017 tem 165 mil inscritos no Amazonas; provas acontecem em novembro

As provas serão aplicadas em 56 municípios amazonenses

Da Redação

Manaus – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta sexta-feira (27), os números de inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. No Amazonas, são 165.077 inscritos para as provas que serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro, em 56 municípios.

(Foto: EBC)

Neste ano, o número de inscritos, no Estado, é 14% menor que o de 2016, quando participaram 194.160 pessoas. A queda segue o desempenho do País em relação à edição anterior.

De acordo com os dados do Inep, são 6,7 milhões de inscritos no País, contra 8,6 milhões do ano passado, uma queda que tem relação com os que vão deixar de fazer a prova como certificação do Ensino Médio, que voltou a ser concedida por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

 

Mulheres são maioria

No Amazonas, 56,3% dos participantes da edição deste ano são mulheres, contra 43,7% de homens. A relação segue a tendência dos últimos três anos no Brasil, em que as mulheres também são maioria, com 58,6% das inscrições.

Quanto à situação de ensino, no Amazonas, 67% já concluíram o Ensino Médio e outros 26,5% estão para concluir este ano.

Faixa etária dominante é entre 21 e 30 anos

Dos 165 mil inscritos na edição 2017 do Enem, no Amazonas, a faixa etária com mais pessoas é entre 21 e 30 anos, responsável por 36% das inscrições. Na sequência, com mais participantes, aparece a faixa etária entre 31 e 59 anos, de acordo com os dados do Inep.

Controlar a ansiedade é importante para quem vai fazer o Enem, diz psicóloga

 

Faltando pouco mais de uma semana para a primeira prova do Enem, os candidatos precisam controlar a ansiedade, para não deixar o nervosismo atrapalhar seu desempenho.

A professora do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UnB) Regina Pedroza diz que a concentração é muito importante para o bom desempenho na prova, mas o candidato deve tentar manter seu cotidiano nos últimos dias antes do Enem.

“Ele tem que continuar estudando, tem que estar concentrado e focado. Mas essa concentração não pode ser algo que vai consumir todas as energias do candidato. Ele tem que continuar com o seu cotidiano, tem que estudar, mas tem que dormir bem, se alimentar bem e se divertir também. Ficar focado não significa que ele deve abrir mão de tudo que faz normalmente”, diz.

Os pais também têm papel importante no controle dessa ansiedade. Segundo a psicóloga, apesar de ser um momento importante, não deve haver pressão por um bom desempenho no Enem.

“Os pais têm que entender que a pressão não ajuda, o que ajuda é eles estarem com seus filhos, e isso significa estar acompanhando, estar atento, conversar e, em determinados momentos, permitir que os jovens possam extravasar seu nervosismo, mas sem achar que uma bronca, uma exigência vai ajudar, pelo contrário”, orienta Regina.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES