Exposição ‘Movimento Sem Terra’ reúne fotos de Sebastião Salgado

A mostra ficará em cartaz entre os dias 26 de setembro e 26 de novembro, no Sumaúma Park Shopping

Com informações da assessoria/redacao@diarioam.com.br

A exposição na Coletiva das Artes vai reunir 15 fotografias pertencentes ao acervo da Pinacoteca do Estado (Foto: Sebastião Salgado)

Manaus – Conhecido pelos registros em momentos históricos pelo mundo, da febre do garimpo em Serra Pelada, no Pará, nos anos 1980, até as paisagens congeladas da Antártica, Sebastião Salgado é tema da nova exposição da Sala Coletiva das Artes, no Sumaúma Park Shopping (Avenida Noel Nutels, 1.762, Cidade Nova). Com abertura marcada para próxima terça-feira (26), às 10h, ‘Movimento Sem Terra’ reúne imagens do fotógrafo mineiro registrando 15 anos da história do movimento de luta pela reforma agrária no Brasil.

A mostra é aberta ao público e fica em cartaz até 26 de novembro de 2017, com visitação gratuita de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h.

Ao todo, a exposição na Coletiva das Artes vai reunir 15 fotografias de Sebastião Salgado, pertencentes ao acervo da Pinacoteca do Estado. A seleção traz parte do acervo produzido pelo fotógrafo mineiro principalmente entre os anos 1980 e 1990, quando Salgado acompanhou a luta dos trabalhadores rurais pelo acesso às terras para produção agrária. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), criado em 1984, reuniu 4,8 milhões de famílias em torno da redistribuição de terra no Brasil.

As imagens reunidas em ‘Movimento Sem Terra’, segundo Roumen Koynov, curador da mostra, são exemplo do talento de Sebastião Salgado em captar texturas, composições e conteúdos singulares em fotos em P&B. As obras registram o cotidiano de famílias de trabalhadores rurais, entre crianças, adultos e idosos.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES