Familiares de professor da Ufam aguardam novo boletim médico

De acordo com amigos da vítima, o professor se encontra sedado e se recuperando do procedimento cirúrgico para esvaziar um edema formado na cabeça, após o tiro.

Manaus – Familiares e amigos do médico psiquiatra e professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Manoel Dias Galvão, de 64 anos, aguardam pelo novo boletim médico do Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, local onde Galvão foi submetido, na noite de sábado (11), a uma cirurgia de retirada do projétil que estava alojado em seu crânio.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Susam), o boletim, que trará as informações mais recentes sobre o estado de saúde do professor, após a intervenção cirúrgica pela qual passou, deve ser divulgado para a família até o fim da manhã desta segunda-feira (13).

De acordo com amigos da vítima, o professor se encontra sedado e se recuperando do procedimento cirúrgico para esvaziar um edema formado na cabeça, após o tiro. Não há, até o momento, ainda de acordo com amigos do médico, nenhum indicativo para evolução não satisfatório do quadro clínico do professor da Ufam.

Manoel Dias Galvão foi encontrado ferido dentro de seu carro por moradores do bairro do São Jorge com as mãos e a cabeça para fora do veículo. Ele foi baleado com um tiro na cabeça dentro do carro dele, na Rua Vicente Torres Reis, no bairro São Jorge, zona oeste de Manaus. De acordo com a polícia, testemunhas viram três adolescentes saírem do carro de Galvão, um Kia Cerato, placa NOY-8508. Um deles estava baleado no braço.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES