Governador anuncia obras na Região Metropolitana de Manaus após inaugurar a ponte

Os três municípios estão ligados diretamente com a ponte Rio Negro e, segundo o governador, necessitarão de investimentos para potencializar a vocação econômica e permitir o desenvolvimento.

Manaus – O governador Omar Aziz anunciou, nesta quarta-feira (19), um conjunto de obras nos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão, na Região Metropolitana de Manaus. Os três municípios estão ligados diretamente com a ponte Rio Negro, que inaugura na próxima segunda-feira, 24 de outubro e, segundo o governador, necessitarão de investimentos para potencializar a vocação econômica e permitir o desenvolvimento.

Em Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus), cidade com potencial econômico para o turismo, está prevista a construção de uma orla fluvial, com estrutura de lazer para receber turistas, nos moldes da Ponta Negra, em Manaus. O governador também disse que vai levar a Novo Airão o projeto Cama e Café da Manhã, implantado em Parintins (a 369 quilômetros de Manaus), onde o governo financia, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), a ampliação de residências de famílias dispostas a receber turistas. “Aquelas pessoas que quiserem sair de Manaus no fim de semana terão onde se acomodar e também uma área de lazer”, disse.

O município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), onde termina a ponte, vai contar com uma Central de Abastecimento, um porto moderno para atracação de barcos de turismo e uma das obras mais ousadas da administração Omar Aziz, a Cidade Universitária, para onde serão transferidas todas as unidades da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). No complexo, também estarão inseridos um Hospital Universitário e alojamentos para estudantes.

O projeto da Central de Abastecimento está pronto para ser licitado pela Secretaria Estadual de Produção Rural, e deverá custar em torno de R$ 5,5 milhões. Para lá deverá convergir toda a produção de hortaliças, pescado e outros produtos oriundos dos municípios no entorno da ponte.

Outra obra importante prevista para iniciar em 2012  é a duplicação da rodovia Manuel Urbano (AM-070).  Com a entrada da ponte Rio Negro em operação e a duplicação da rodovia, Manacapuru tende a transformar-se em porto de entrada de toda a produção que vem de municípios vizinhos para Manaus.

Por isso, segundo o governador, o próximo passo, após a duplicação será a construção de um grande porto na cidade. “O porto será para o embarque e desembarque da produção do Purus e Médio Solimões, diminuindo o tempo de viagem e reduzindo os custos”, explicou Omar Aziz.