Homem acusado de matar policial no Pará é preso em Manaus seis anos após o crime

De acordo com o Delegado do serviço de inteligência do estado do Pará, Silvio Birro, José Luiz, é acusado de ter assassinado o cabo da Polícia Militar do Pará, Paulo Celso Pereira Rego, fato ocorrido em outubro de 2006.

Manaus – Foragido da Justiça do Pará desde 2006, José Luiz Gonçalves Siqueira Filho, de 33 anos, foi preso na tarde de segunda (28) na Avenida Grande Circular, Zona Leste de Manaus.

A carta precatória foi expedida pelo Juiz de Direito Dídimo Santana Barros Filho, da Vara de Registros Públicos e Precatórios. O acusado é foragido desde dezembro de 2006.

De acordo com o Delegado do serviço de inteligência do estado do Pará, Silvio Birro, José Luiz, é acusado de ter assassinado o cabo da Polícia Militar do Pará, Paulo Celso Pereira Rego, fato ocorrido em outubro de 2006.

Na ocasião uma quadrilha especializada em assalto a banco, invadiu a delegacia do município de Curuá (PA), para roubar armas e realizar assaltos pela cidade, houve trocas de tiros e o policial foi atingido por vários disparos de arma de fogo. No assalto o grupo levou três armas de fogo que estavam em poder dos policiais.

Segundo policiais da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), José Luiz também é suspeito de ter participado da morte do policial civil Carlos Átila, morto em 2005, no município de Humaitá, em confronto com uma quadrilha que realizava um assalto em uma agência bancária do município, José Luiz é integrante da mesma quadrilha.

O mandado de prisão foi expedido pela Juíza de Direito, Lailce Ana Marron da Silva, da Comarca de Óbidos-PA, em outubro 2006.

José Luiz foi recambiado na madrugada de hoje (29) por uma equipe de policias civis do Pará, para o município de Óbidos, onde cumprirá pena pelo homicídio do policial militar.