Homem é morto a tiros, no Nova Vitória; família suspeita de dívida com traficantes

Familiares informaram à polícia que tiveram que pagar uma dívida do homem, por medo de represálias, mas que o traficante havia ordenado que a vítima saísse do bairro

Carla Albuquerque / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Renan Freitas Leite, 20, morreu, na noite da última quarta-feira (2), após ser atingido com um tiro nas costas, em frente da casa onde morava, na Comunidade Nova Vitória, no Gilberto Mestrinho, zona leste de Manaus. De acordo com investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), familiares informaram à polícia que a suspeita é de que ele foi morto por conta de uma dívida com traficantes.

Homem foi levado ao HPS João Lúcio, na zona leste, mas não resistiu ao ferimento (Foto: Reinaldo Okita/Arquivo)

Conforme informações da DEHS, o crime ocorreu por volta das 21h. De acordo com a polícia, Renan estava sentado em frente de casa quando os suspeitos, ainda não identificados, o surpreenderam e atiraram nele. O rapaz foi atingido com um tiro nas costas, que transfixou e saiu pelo pescoço.

Após o crime, os suspeitos fugiram. Renan foi socorrido e levado ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, na zona leste, onde não resistiu e morreu, cerca de meia hora depois. À equipe da DEHS, o pai de homem, que não teve o nome divulgado, informou que o filho era usuário de droga.

Segundo as informações do pai, o filho já estava recebendo ameaças de um traficante do bairro por conta de uma dívida, mas, por medo de represália, a família pagou o que o jovem devia. No entanto, ainda segundo informações repassadas à polícia, mesmo após o pagamento, o traficante exigiu que ele saísse do bairro, mas a ordem não foi atendida.

O pai também contou que Renan já havia contraído uma nova dívida com outro traficante, identificado como ‘Buiu’, mas não sabe se foi esse suspeito que ordenou a morte do rapaz. O caso segue em investigação pela DEHS.