Mais 77 casos de sarampo são confirmados em Manaus, aponta boletim

No período de uma semana, foram 124 novas notificações da doença em comparação ao boletim anterior, divulgado no dia 1º de outubro, e 77 novos casos confirmados, de acordo com a Semsa

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Manaus – De acordo com o 31º Informe Epidemiológico de Monitoramento do Sarampo, divulgado pela Prefeitura de Manaus, nesta segunda-feira (8), a capital registra, desde o mês de fevereiro, 8.108 casos notificados da doença. Desse total, 990 foram confirmados, 477 descartados e 6.641 continuam em investigação, aguardando o resultado laboratorial.

Além dos registros de notificação da última semana, o número de novos casos confirmados também agrega casos já notificados e que aguardavam análise laboratorial. (Foto: Reprodução)

O secretário municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi, explicou que os dados do Informe Epidemiológico, divulgados semanalmente, continuam mostrando a tendência de redução no número de notificações de casos suspeitos.

“Isso significa que menos pessoas têm procurado os serviços de saúde com sintomas de sarampo a cada semana e que as ações de imunização estão apresentando resultados positivos no combate ao surto da doença em Manaus”, destacou Magaldi. “Ainda assim, é preciso manter o alerta e as pessoas que não tiverem se vacinado devem procurar uma Unidade de Saúde para garantir a proteção contra o sarampo”, completou.

No período de uma semana, foram 124 novas notificações de sarampo em comparação ao boletim anterior, divulgado no dia 1º de outubro, e 77 novos casos confirmados. Além dos registros de notificação da última semana, o número de novos casos confirmados também agrega casos já notificados e que aguardavam análise laboratorial. Na última semana de setembro, o Ministério da Saúde repassou ao Laboratório Central do Governo do Amazonas (Lacen) um novo lote com 60 kits para a realização do exame de confirmação.

“Cada kit pode realizar até 90 exames e, por isso, nessas próximas semanas deverá ocorrer um aumento no número de casos encerrados, com definição para a confirmação ou descarte. Mas é preciso explicar que são exames de amostras que já estavam no sistema de notificação aguardando a investigação laboratorial”, informou a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica, Marinélia Ferreira.

Ainda segundo a enfermeira, no geral, há uma redução na notificação de casos suspeitos. “A quantidade de novos casos suspeitos é o principal indicador para o acompanhamento do cenário epidemiológico atualizado do surto de sarampo e, semanalmente, a redução tem se mostrado sustentável”, reforçou Marinélia.

Faixa etária

Entre todas as 8.108 notificações, 26,8% estão na faixa etária de 20 a 29 anos, seguida da faixa etária de 15 a 19 anos (23,3%), de 30 a 49 anos (15,5%) e menores de um ano (14,4%).

Entre os 990 casos confirmados, a faixa etária mais atingida é a de menores de um ano (24,5%), seguida das faixas de 20 a 29 anos (20,9%), de um a cinco anos (19,4%) e de 15 a 19 anos (13,3%).

Distrito

Por território, o Distrito de Saúde Norte (Disa Norte) apresenta o maior número de notificações com 35,8% do total. O Disa Leste vem em seguida com 32,1% e, na sequência, vem o Disa Sul com 17,4%, Disa Oeste com 13,6% e Disa Rural com 1,1%.

Vacinação

A Semsa já administrou 802.448 doses de vacina contra o sarampo este ano. Desse total, 204.837 foram aplicadas em crianças de seis meses a cinco anos, na Campanha Municipal contra Sarampo, atingindo 106,9% da meta.

Além da campanha, foram aplicadas outras 597.611 doses em ações de varredura de casa em casa, intensificação vacinal em pontos estratégicos, ações de saúde para a prevenção em comunidades mais suscetíveis, na rotina de serviço das 183 salas de vacina no município, com primeira e segunda dose da vacina, e ações de bloqueios vacinais a partir da notificação dos casos suspeitos.

A lista com as 183 salas de vacina do município de Manaus está disponível no site da Semsa.