Pesquisa no Amazonas relaciona câncer de pênis e HPV

O estudo faz a associação com o Papiloma Vírus Humano e os fatores que contribuem para a alta incidência de câncer de pênis no Amazonas.

Manaus – A incidência do câncer de pênis e a associação da doença com o Papiloma Vírus Humano (HPV) é tema de pesquisa desenvolvida no Amazonas. O estudo está sendo realizado pela doutora em Ciências na área de Virologia e Imunologia da Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Kátia Luz Torres da Silva.

O projeto conta com o apoio financeiro do Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) via Programa de Apoio à Pesquisa (Universal Amazonas).

De acordo com a pesquisadora, a FCecon já estava trabalhando na linha da associação entre vírus e o desenvolvimento de câncer. Ela explicou que, por meio do estudo intitulado ‘Caracterização epidemiológica e clínica dos pacientes portadores de carcinoma de células escamosas do pênis e associação com a infecção pelo Papilomavírus Humano’, será possível descobrir qual a associação e os fatores que contribuem para a alta incidência de câncer de pênis no Amazonas.

“O câncer de pênis tem uma atenção menor em relação ao útero, talvez por ser de menor prevalência. Mas no Amazonas, a frequência com que o câncer de pênis acontece, se destaca do resto do Brasil e em outras regiões do mundo inteiro, então algo existe aqui que faz com tenhamos um número relevante da doença na nossa região, o que nos levou a começar o estudo”, explicou.

A pesquisadora ressaltou que o projeto será desenvolvido na FCecon, com os pacientes que fazem tratamento na instituição e com o apoio de outras instituições, como a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) o Instituto de Medicina Tropical de São Paulo e o Instituto de HPV Nacional.

Ainda segundo Torres, o trabalho contará com a participação do doutor em virologia e pesquisador do Instituto de Medicina Tropical da Universidade do Estado de São Paulo (IMT/USP) e membro do Conselho Científico do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos HPVs, José Eduardo Levi.

“Vamos verificar se a doença é comum aqui, por que há essa grande incidência de câncer de pênis? Será que tem muitos mais vírus? Será que os pacientes são jovens?”, questionou.

De acordo com o pesquisador, outros questionamentos estão relacionados aos tipos de vírus que circulam no Amazonas, se são mais agressivos e se manifestam mais.

“Então temos que ver a epidemiologia, quem são essas pessoas? Qual o ocupação delas? Se há a presença do HPV nos pacientes? Qual o tipo do HPV? Então são perguntas que nós procuraremos responder, com o objetivo final voltado para a prevenção”, frisou Levi.

De acordo com o pesquisador, o vírus do papiloma é a causa a doença do câncer de útero, mas ele está também associado a vários tumores na região genital, como pênis, vagina e ânus.

O pesquisador esteve participando do 4º Simpósio Amazonense de Oncologia Cutânea, que aconteceu no final de novembro, no auditório da FCecon, onde ministrou palestras voltadas para os temas, Papilomas Vírus Humano (HPV) câncer de boca, de laringe e câncer de pele.