Ponta Negra lança exposição sobre geografia e olhares amazônicos

A mostra do amazonense Marcos Castro traz telas com paisagens que mostram a realidade sazonal da região na dualidade enchente-vazante

Com informações da assessoria / redacao@diarioam.com.br

Localizada no segundo piso do centro de compras, no Studio Galeria HA, a mostra é uma oportunidade de o público ter contato com obras que enfocam a Amazônia em seus aspectos naturais e humanos (Foto: Divulgação)

Manaus – Até o dia 30 de julho, a exposição Geografia e Outros Olhares Amazônicos, do geógrafo  amazonense Marcos Castro, está em cartaz no segundo piso do Shopping Ponta Negra (Avenida Coronel Teixeira, 5705, Ponta Negra). O acesso é gratuito.

A mostra traz telas com paisagens que mostram a realidade sazonal da região na dualidade enchente-vazante, cotidiano dos ribeirinhos e as expressões corpóreas e culturais da relação com a natureza, representadas, principalmente, pela floresta e pelos rios, a vida animal na região,  com suas espécies que marcam a fauna da região, como a onça pintada.

Natural de Manaus, Marcos Castro, que é professor do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), começou a pintar há mais de 20 anos, com rusticidade de um aprendiz, mas a vontade de aprender era cada vez maior. Suas inspirações eram artistas consagrados como os saudosos Moacir Andrade, Anísio Mello, Arnaldo Garcez, Sebastião Cândido e Raimundo Alves.

Com o passar dos anos, foi aperfeiçoando a técnica e o estilo, enfocando principalmente temas ligados à Amazônia, buscando fazer articulação entre a ciência e a arte por meio da geografia, representada nas formas, cores e movimentos de suas pinturas.

 



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES