Foliões falam da emoção de desfilar pela escola do bairro Cachoeirinha

Casal de mestre-sala e porta-bandeira, Stefanie Silva e Ruan Arirama comentam que é preciso dedicação, carisma e muita simpatia para segurar o estandarte da agremiação

Girlene Medeiros / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Uma das estrelas da Andanças de Ciganos  é a madrinha de bateria da escola, Camila Caetano, 35, que recebeu o convite da agremiação e vibrou com o tema da escola. “Recebi o convite e é uma honra muito grande desfilar pela Andanças”, disse.

Camila Caetano é madrinha de bateria da escola Andanças de Cigano (Foto: Divulgação/Girlene Medeiros)

Outro destaque foi um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira. Em dias comuns, a Stefanie Silva, 30, é industriária, mas na noite deste sábado (10), ela brilhou como porta-bandeira da escola. Há três anos desfilando no Carnaval de Manaus, a foliã apontou que o carisma é um dos pontos fortes de uma experiente porta-bandeira. “Tudo é dedicação, é treinamento, ensaio, mas tem muito de carisma e sorriso também”, garantiu.

Stefanie Silva e Ruan Arirama são um dos casais de mestre-sala e porta-bandeira da escola (Foto: Divulgação/Girlene Medeiros)

Ao lado de Stefanie, Ruan Arirama, 21, esquece um pouco a profissão de servidor público e se joga na folia como mestre-sala. Afiado e com dois anos de experiência, Arirama lembrou que um bom mestre-sala tem que cortejar muito bem a parceira.

“Tem que ter também um molejo, um carisma, um sorrisão no rosto e isso não é nenhum problema para nós”, citou Ruan, acrescentando que ensaiou, com Camila, durante cinco meses para fazer um ótimo espetáculo.

O autônomo Josias Pereira de Souza, 25, passou pela passarela em um barco que remete a uma caravela. Para ele, foi uma honra desfilar pela Andanças de Ciganos. “O tema é maravilhoso. É a primeira vez que estou desfilando e, mesmo antes de começar a desfilar, já estou gostando muito”, afirmou o folião.

Josias Pereira de Souza desfilou pela primeira vez no Sambódromo (Foto: Divulgação/Girlene Medeiros)