Sem Compromisso abre desfile do Grupo Especial com homenagem à Dona Zuzu

Além de contar a história do Boulevard Álvaro Maia, a Sem Compromisso vai homenagear uma das primeiras moradoras do local, a baiana Zuzu

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A primeira escola de samba do Grupo Especial a desfilar no Carnaval 2018 encerrou sua apresentação em 1h e 4min, dentro do tempo exigido. O Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S.) Sem Compromisso levou para a avenida do samba a história do Boulevard Álvaro Maia pelos olhos da baiana Zuzu, uma das primeiras moradoras do local, e considerada a baiana mais antiga da escola.

Na comissão de frente, a agremiação trouxe um Ritual de Candomblé. Segundo a diretoria, Zuzu é afro e o candomblé faz parte da sua história.

A escola viveu momentos de apreensão quando o segundo carro, que retratava ‘A Folia do Boulevard’, apresentou problemas de direção. Para a alegria da escola, o problema foi solucionado.

Para o carnavalesco da escola, Carlos Alexandre, o sentimento é de dever cumprido. “Foram seis meses de muito trabalho, e o sentimento é de meta cumprida”, disse.

Este ano a escola contou com 200 ritmistas na bateria, 22 alas, sendo 2.500 componentes ao todo, além de três carros alegóricos e dois tripés como elementos cenográficos. O intérprete oficial do samba-enredo da Sem Compromisso é o cantor Arlindo Júnior. Segundo a diretoria, as fantasias e carros alegóricos estão sendo confeccionados há cerca de um mês e o investimento foi de aproximadamente R$ 300 mil.

Primeiro ano na avenida

A pequena Érika Jamile, 7, veio viver essa emoção de perto. Ela, que veio na ala das passistas, contou que este foi o primeiro ano que desfilou na avenida. “É muito legal desfilar, muito bom. Uma emoção muito grande”, contou.

***Matéria atualizada às 21h10.