Susam registra aumento de HIV no AM; infectologista alerta para cuidados

O infectologista da FMT, Antônio Magela, ressalta que nesta época é preciso redobrar o cuidado, evitando se expor aos agentes causadores das infecções sexualmente transmissíveis

Sofia Lorrane / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Os casos de HIV aumentaram aproximadamente 7% no Amazonas em 2017 comparado com 2016, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam). Foram registrados em 2016, em média, 2.287 novos casos de HIV, sendo 2086 em Manaus. Já em 2017, foram catalogados cerca de 2.317 casos, sendo 2.053 na capital. O infectologista da Fundação de Medicina Tropical (FMT), Antônio Magela, alerta para o aumento da doença no período Carnaval.


O infectologista ressalta ainda que nesta época é preciso redobrar o cuidado. (Foto: Agência Brasil)

Magela recomenda que as pessoas curtam as festas com responsabilidade e sem correr riscos. “Durante o Carnaval, esse número sempre cresce. É uma época de muita liberdade, inclusive liberdade sexual e as pessoas, às vezes, assumem a postura de baixar a guarda com relação aos mecanismos de proteção, o que não pode acontecer”, explicou Magela.

O infectologista ressalta ainda que nesta época é preciso redobrar o cuidado, evitando se expor aos agentes causadores das infecções sexualmente transmissíveis. “Continua a orientação de evitar a promiscuidade, não compartilhando seringas, agulhas e principalmente fazer o uso racional e responsável do preservativo, que ainda é a medida mais prática e mais acessível de se prevenir”, disse.

Conscientização

A responsável pelo Núcleo de Controle das DSTs, AIDS e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa), Etelvina Da Cruz Alves, explica que serão feitas campanhas de sensibilização contra o HIV e demais doenças sexualmente transmissíveis. “Temos um quantitativo de 1.300 funcionários que vão acompanhar as bandas, os blocos e os desfiles no Sambódromo. Vamos distribuir 500 mil unidades de preservativos masculinos e também gel lubrificante, fazendo abordagens de orientação”, disse.

Etelvina lembra sobre a importância de se proteger e alerta que o diagnóstico precoce ajuda no tratamento das doenças. “As pessoas não podem esquecer de usar o preservativo, ele é muito importante para a prevenção de todas as DSTs. E para fazer o teste é muito simples e rápido, basta ir a qualquer unidade básica de saúde, lá coletamos o sangue e em torno de 40 minutos já sai o resultado”, relatou.

A Susam também informou que durante o período carnavalesco vai realizar a distribuição de 1,3 milhão de preservativos e 59 mil conteúdos de gel lubrificantes, nos eventos e bandas de Manaus e dos municípios do interior. A secretaria também vai realizar um reforço nas unidades de urgência e emergência, porque, segundo a assessoria, em março, após o Carnaval é quando normalmente aumentam as notificações de DSTs.