Cineasta ‘baré’ terá filme exibido em festival na Turquia

Dirigido por Rafael Ramos, ‘Formas de Voltar Para Casa’ será exibido na categoria de curtas-metragens internacionais do Marmaris Film Festival

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – O filme ‘Formas de Voltar Para Casa’ – realizado pela Artrupe Produções e dirigido por Rafael Ramos – foi selecionado na categoria de curtas-metragens internacionais do Marmaris Film Festival, que vai acontecer, entre os dias 9 e 14 de outubro, na cidade de Marmaris, na Turquia. Esta é a quarta mostra internacional que a produção é selecionada, já tendo integrado o line-up do Festival de Cinema de Nevada, nos Estados Unidos; do Wasaga Film Festival, no Canadá; e do New York Indie Doc Fest.

Dirigido por Rafael Ramos, ‘Formas de Voltar Para Casa’ será exibido na categoria de curtas-metragens internacionais do Marmaris Film Festival (Foto: Divulgação)

‘Formas de Voltar Para Casa’ é o quarto curta-metragem de Ramos. Nele, o diretor mistura imagens de arquivo de viagens de sua família pelo interior do Amazonas com um registro filmado do espetáculo de teatro ‘A Casa de Inverno’, que tem a família como tema. A partir dessa mistura de imagens, ele faz uma análise sobre relações familiares.

Além das mostras internacionais, o filme já marcou presença, também, na seção latino-americana do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, em 2017. Em Manaus, a produção foi exibida na 2ª Mostra do Cinema Amazonense. ‘Formas de Voltar Para Casa’ permanecerá sua trajetória em festivais, durante este ano, e, em 2019, será disponibilizado na Internet.

Carreira

Junto a ‘Formas de Voltar Para Casa’, Rafael Ramos possui mais dois filmes com trajetórias em festivais de cinema: seu segundo curta-metragem, ‘A Menina do Guarda-Chuva’, foi finalista do Prêmio ABC 2015; e seu último, ‘Aquela Estrada’, circulou em mais de 20 festivais, no Brasil e no exterior.

“Acreditava que, por tratar mais das relações endêmicas do Amazonas, ‘Aquela Estrada’ atraísse uma certa curiosidade dos festivais. E foi o que aconteceu, circulamos nas principais mostras nacionais e, ainda, fora do País. De alguma forma, isso tudo foi pensado”, disse o diretor.

“Mas, com o ‘Formas de Voltar Para Casa’, não deslumbrava nada disso. Foi um trabalho bem pessoal e meio que sem planejamento. Juntei umas imagens que já tinha filmado, em 2014, que foi a peça ‘A Casa de Inverno’, com minhas filmagens de criança, de família. Desse arranjamento, surgiu o filme”, completou.

Música

Os próximos projetos do cineasta já estão engatilhados. O primeiro deles, um videoclipe da banda The Stone Ramos, foi gravado em julho. “No início do ano, o grupo participou de um projeto comigo, que foi o festival Olhar do Norte. Desde lá, fomos amadurecendo a ideia do clipe. O Christian (vocalista) me apresentou alguns trabalhos que eles estavam desenvolvendo e a gente optou pela música ‘Novo Amor’”, revelou Ramos.

De acordo com ele, a gravação contou com uma equipe bem reduzida. “O videoclipe tem uma pegada ‘road movie’ e conta a história de um casal, trazendo um pouco dos amores de estrada, do amor brega que a música carrega”, acrescentou.

O audiovisual foi registrado em estradas próximas a Manaus, buscando imprimir a energia e a simplicidade da vida no interior. “Além disso, trouxemos um pouco da ‘fuleragem’ e desarranjamento que é a capital amazonense”.

O outro projeto que o diretor tem para o fim de ano é um retorno aos documentários, com o seu trabalho de conclusão de curso na Academia Internacional de Cinema, em São Paulo. “É um documentário sobre o grupo reflexivo de homens, que existe, aqui em São Paulo, e é composto basicamente por homens encaminhados pela Lei Maria da Penha. Nele, eles refletem sobre violência doméstica, machismo, questões de gênero etc.”, adiantou.