As vantagens de adotar um cão adulto

Especialistas em adestramento falam sobre adaptação ao novo lar e facilidades no cuidado com o pet

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – No Brasil, existem mais de 30 milhões de animais abandonados. Destes, 20 milhões são cães, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A boa notícia é que, em São Paulo, os filhotes que chegam ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da prefeitura são adotados quase que imediatamente. Porém, adultos e velhinhos não têm a mesma sorte e a fila de espera por uma nova família não para de crescer.

Douglas Gouvea e Michelle Araújo, proprietários da Doug Walker e adestradores que atendem pelo GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços do Brasil, explicam que existem diversas vantagens em escolher um cão adulto para cuidar. “Os cães adultos são muito companheiros e ficam muito gratos quando ganham um novo lar”, diz Douglas. “Eles vão agradecer por toda a vida”.

Segundo os especialistas, quando o pet adotado é adulto, ele costuma dar menos trabalho de adaptação do que se for um filhote (Foto: Reprodução)

Segundo os especialistas, quando o pet adotado é adulto, ele costuma dar menos trabalho de adaptação do que se for um filhote. O cão recém-nascido, ao ser desmamado, passa vários dias chorando pela falta da mãe. O novo dono precisará de muita paciência e carinho.

Além disso, eles ainda estão em fase de aprendizagem e não sabem onde fazer as necessidades. É preciso ter bastante tempo disponível para ensinar as boas maneiras e também separar um tempo para brincar e gastar a energia do filhote. Afinal, são bebês e não sabem direito como se comportar. Já um cão adulto não tem tanta energia e está mais acostumado a passar um tempo sozinho e ainda aprende muito rápido o lugar de fazer as necessidades. Na maioria das vezes, eles mesmos procuram pelo local ideal.

Outra grande vantagem de adotar um animal adulto é que já é possível saber qual será o tamanho real dele. Muitas vezes, quando o cão não tem raça definida, não há como estimar exatamente o porte que um filhotinho terá quando crescer. Essa preocupação não existe quando o cão já está formado o que auxilia na avaliação das condições dos tutores e se está de acordo com o espaço físico da casa.

O temperamento de um cão adulto também já está formado. Quando for procurar uma instituição ou um protetor dos animais para adotar um pet, o indicado é conversar com as pessoas que passam tempo com os bichinhos e explicar sobre horários, condições, espaço e tempo que terá para ficar com o pet para encontrar o animal que melhor adequará. Por exemplo, se tiver criança pequena em casa, o melhor é um animal mais calmo. Já se tiver um espaço grande e precisar de um cão para guarda, pode preferir um de porte maior ou mais agitado.

Falando em animais para guarda, essa é outra vantagem de adotar um cão adulto. “Ele já guardará sua casa nas primeiras semanas que estiver morando nela. Já um filhote você terá que esperar uns oito a dez meses para crescer”, explica Douglas.

Se o tutor trabalhar fora e precisar já nos primeiros dias ficar muitas horas longe do cachorrinho, o mais indicado é levar um cão adulto para casa. “Os filhotes precisam de cuidado intensivo nos primeiros meses já os adultos logo se adaptam e esperam o novo dono com o rabinho abanando”, diz Michelle. “A adoção de um cão adulto é uma ótima escolha e a adaptação é superrápida”.