Pitbull é treinado para evitar que dona bata a cabeça durante convulsões; assista

Janaye treinou o cão para ajudá-la durante os ataques de epilepsia, que ela tem com frequencia e que já a deixaram com graves hematomas. Veja como o cão reage aos ataques

Gisele Rodrigues / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Um cão, da raça pitbull, uma linhagem considerada popularmente como ‘perigosa’, foi treinado pela própria dona para a ajudá-la a não bater com a cabeça no chão durante os ataques de epilepsia, que tem com frequência. No vídeo publicado em sua conta no Instagram, Janaye mostra como o cãozinho, chamado Colt, a auxilia.

Assista:

💜❤️💙This is how Colt is trained to block my head during a seizure, because I have a TBI it is very dangerous for me to hit my head, I can literally die if I hit my head really bad again. This is only a reenactment, this is not a real seizure. And no of course I'm not really hitting my head in this video. This is just us keeping up with his training, I have to test him on everything that he knows often to make sure he still does it all reliably. I'm not actually there during a seizure so I would not be able to know if he did his job right or not. #ServiceDog #TBI #TrumaticBrainInjury #Fighter #Love #IChooseJoy #YouTuber #TheLordIsMyStrength #IChooseJesus #HeIs>I #HeIsGreaterThanI #ServiceDogColt #WorkingDog #ServiceDogTeam #ServiceDogWorking #ServiceDogDoNotPet #InvisibleDisability #Spoonie #Syncope #ChronicPain #StruckDownButNotDestroyed #TrickDog #TonicClonicSeizures #Survivor #HeroDog #RawFedDog #Blessed #DoNotDistractServiceDogs #Hypoglycemic

A post shared by Service Dog Colt (@servicedogcolt) on

Os cães de serviço são uma linha de vida para pessoas com condições médicas, como convulsões. Para Janaye, o seu cão, Colt, protege-a de um perigo muito grave: Janaye tem convulsões violentas devido a uma condição cardíaca, e que, a qualquer momento que pode levá-la a cair e bater com a sua cabeça. A dona do cão dedica uma conta exclusiva ao animal @servicedogcolt.

“Porque eu tenho uma lesão cerebral traumática, é muito perigoso para mim bater com a cabeça. Eu posso morrer, literalmente, se eu bater de certa forma “, escreveu Jayane em sua conta no Instagram.

Ela mostrou em diversos vídeos e fotos como era afetada com hematomas durante os ataques antes de ter Colt em sua casa. Como tal, ela treinou Colt para bloquear a sua cabeça durante uma convulsão.

“Esta é apenas uma reconstituição, isto não é uma situação real. E não, claro, não estou realmente a bater com a minha cabeça neste vídeo”, comentou no vídeo publicado.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES