Crianças e a rotina regular de sono

Especialista fala sobre a importância do descanso para garantir o bem-estar dos pequenos

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – Com o recesso escolar, toda rotina da casa é alterada. É natural que na época de férias as crianças passem a dormir tarde e acordar ainda mais tarde que o habitual. Os pré-adolescentes têm mudanças ainda maiores, já que passam a realizar algumas atividades por vezes até a madrugada, como ficar na internet, jogar video game e sair com amigos e, consequentemente, acabam acordando mais tarde no dia seguinte.

Para que a rotina não fique totalmente diferente do habitual em período de aulas é preciso que os pais tenham uma posição ativa com relação às atividades dos filhos, como explica a médica especialista em sono, Aliciane Mota, do Instituto Brasiliense de Otorrinolaringologia (IBORL). “Os hábitos de meses podem ser pedidos facilmente em poucos dias ou semanas de um recesso sem regras”, ressalta.

A boa rotina de sono garante um bom funcionamento do organismo que, consequentemente, vai garantir uma capacidade melhor de aprendizado da criança e a manutenção dos níveis de secreção hormonal. A criança que não dorme bem fica agitada e com dificuldades de concentração.

No sono, vários hormônios estão envolvidos, como por exemplo as endorfinas, serotoninas, leptina, e, principalmente, o hormônio do crescimento, conhecido como GH e que é extremamente importante nesta fase da vida. “Esses hormônios são secretados principalmente quando se tem uma boa qualidade de sono, e se isso é alterado, toda a produção hormonal também sofre mudança”, considera Aliciane.

A boa rotina de sono garante um bom funcionamento do organismo que, consequentemente, vai garantir uma capacidade melhor de aprendizado da criança (Foto: Divulgação)

O tempo de sono varia de acordo com a idade da criança. Quanto mais velha, menor a quantidade de horas necessárias de repouso. “Comumente isso não é respeitado pelos adultos, já que a maioria dos pais tendem a colocar na criança a rotina da casa, uma rotina de adultos. E os pequenos acabam dormindo poucas horas, com menos qualidade e um sono mais agitado”, acrescenta Aliciane. Em geral, as crianças com idade pre escolar, entre 3 e 5 anos, precisam de 13 horas de sono por dia. Enquanto as de idade entre 6 e 12 anos devem dormir ao menos 10 horas.

O exagero de atividades estimulantes como jogar video game e correr, por exemplo, comuns no período de férias, pode estar entre os fatores que colaboram para uma má noite de sono para crianças. “Algumas brincadeiras estimulam demais a função cerebral e, além de atrasarem o horário de dormir, acabam causando interrupções no sono durante a noite”, acrescenta a médica.

A falta de rotina, mudanças de ambiente, problemas familiares e escolares também podem afetar diretamente a qualidade do sono dos pequenos.

Algumas dicas para garantir o bom descanso

• Leve-as para dormir mais cedo, por volta das 19h, 20h e 21h, antes de todos os adultos irem para cama;

• Mantenha uma rotina rígida para que a criança saiba diferenciar noite e dia;

• Sonecas durante o dia são aceitáveis, desde que não sejam exageradas e comprometam o descanso à noite;

• Durante o dia, deixe as janelas abertas e todos os sons ambientes da casa liberados, enquanto à noite, priorize um local silencioso e no quarto da criança um ambiente escuro ou com luz baixa.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES