Estudos também cabem nas férias infantis

“Com poucos minutos de estudo diário, de preferência pela manhã, é possível manter o cérebro ativo, sem atrapalhar as brincadeiras”, diz Giovana Maria de Almeida, pedagoga

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

São Paulo – A época é de férias e as crianças só pensam em brincar, viajar e aproveitar cada minuto de diversão com os amigos e familiares. Mas, o que os pais podem fazer para que a rotina de estudos não fique esquecida até o retorno das aulas? “Com poucos minutos de estudo diário, de preferência pela manhã, é possível manter o cérebro ativo, sem atrapalhar as brincadeiras”, diz Giovana Maria de Almeida, pedagoga com mais de 15 anos de experiência na área de educação.

Para pedagoga, manhãs são os momentos ideais para que os pequenos reforcem conteúdos (Foto: Divulgação)

Criar o hábito saudável de estudar um pouco todos os dias traz, segundo ela, muitos benefícios, pois, além de não perderem o ritmo de estudos, os pequenos também se preparam para um retorno tranquilo para as aulas do próximo ano. “Pode parecer difícil convencer a criança sobre a importância do estudo diário, mas é um investimento que ela só compreenderá no futuro”, diz a especialista.

Com o estudo diário, a criança aprende a ter responsabilidade, a manter a memória ativa, a persistir e a buscar seus sonhos, além de ajudar no ritmo do retorno às aulas. “Pais, acreditem, a prática é benéfica. Quando volta às aulas não sofre para retomar o conteúdo”, afirma.

Ainda de acordo com Giovana, que é coordenadora pedagógica do Kumon, há cinco anos, o apoio dos pais é fundamental e essencial para maximizar com sucesso a capacidade das crianças. “Estudar não precisa ser chato e cada pai pode encontrar a melhor maneira de incentivar o seu filho. Ler com os pequenos, participar de jogos educativos, ir ao teatro, enfim, qualquer atividade é válida”.