Festival do Bodó movimenta Iranduba neste domingo

Durante o evento, mais de 30 tipos de comidas são apresentados ao público. Entre elas estão o X-Bodó, Kibodó, Piracuí de Bodó, empada de Bodó, o Bodó de casaca, a maionese de Bodó e o vatapá de Bodó

Manaus – Neste domingo (4), na Várzea de Iranduba, município localizado a 25 quilômetros de Manaus, aconteceu o 9º Festival Gastronômico ‘Bodó com Farinha’, no Restaurante Big Bom, nas margens do Rio Solimões.

O Acari-bodó é um peixe encontrado no Amazonas e faz parte da culinária cabocla sendo apreciado em forma de caldeirada, assado ou com farinha de peixe.

Em Iranduba, o peixe ganhou destaque em 2004, quando Juvenal da Silva, organizador do evento, conhecido como ‘Big Bom’, reinventou pratos já conhecidos acrescentando neles o bodó, pois, segundo ele, o Festival veio para ‘quebrar o tabu’ de que não há como diversificar os pratos feitos com esta iguaria.

Durante o festival, mais de 30 tipos de comidas são apresentados ao público. Entre elas estão o X-Bodó, Kibodó, Piracuí de Bodó, empada de Bodó, o Bodó de casaca, a maionese de Bodó, o vatapá de Bodó, entre outros, que são vendidos nas barracas dos organizadores do evento, que também conta com apresentações de bandas de forró e bolero.

Trajetória

Em 2011, o festival ocorreu logo após a inauguração da ponte, resultando numa divulgação maior para o evento que, pela primeira vez, foi realizado em dois dias.

José Paiva, 54, microempresário, estava com a esposa e dois amigos e, por serem frequentadores do município, já sabiam do evento e aproveitaram o dia de folga para apreciarem boa música e boa comida.

O manauara Raimundo Bulcão, 56, agente de saúde, reuniu toda a família no restaurante e disse que, ‘além dos tradicionais pratos, o filé de bodó tem um gosto delicioso’.

O comerciante Valdiclei Cunha, 31, além de ter aprovado o ‘novo’ sanduíche, aprovou também o evento. Segundo ele, o mais importante de tudo é a divulgação da cidade.

Rainha do Bodó

Às 17h, a estudante Carine Almeida, 15, passará a coroa e a faixa de Rainha do Bodó para uma nova eleita, que será escolhida entre dez candidatas durante o Festival.

Carine enaltece o reconhecimento que o evento trouxe e o carinho do público. Ela revela que vai sentir ciúmes de passar a faixa adiante.

“É uma honra representar a beleza da mulher amazonense da minha cidade. Também é muito bom divulgar a cidade que tem um povo tão acolhedor. Espero que a nova escolhida, além de bonita, retribua o carinho a eles, mas me dá um certo ciuminho de dar minha faixa”, revela.