Gusttavo Lima afirma que não faz músicas para ter sucesso

Contabilizando um milhão de seguidores em seu perfil no Twiiter, Lima prepara ainda a versão em espanhol para o hit de refrão fácil e ritmo dançante "Balada Boa (Tchê Tchê Rere)".

São Paulo – Aos 22 anos, o músico sertanejo conhecido pelo refrão “Tchê Tchê Rere Tchê Tchê… Gusttavo Lima e você”, diz se importar mais em agradar seu público do que em agradar a mídia.

“Surgi do povo para as telas de TV, isso é importante por deixar claro para quem eu faço minhas músicas”, disse o cantor Gusttavo Lima, que se prepara para gravar seu terceiro DVD hoje, em São Paulo. “Quero gravar discos em estúdio também, mas o carinho do público acaba impondo que as gravações sejam ao vivo.”

Com casa cheia e cantando 25 músicas (22 inéditas), Lima deve receber convidados especiais, como o também mineiro Alexandre Pires, além de Eduardo Costa e Israel Novaes, e os irmãos do cantor, Wilian e Marcelo –além de uma participação surpresa no domingo. Muitos especulam que será o jogador Neymar, fã confesso do músico.

“Alexandre Pires eu admiro e respeito muito, tenho um sonho de cantar com ele. Também sou fã do Eduardo Costa. Escutei muito quando eu estava começando. Temos uma história de vida parecida”, disse em entrevista para os cerca de 60 repórteres e fotógrafos que se acotovelavam para ouví-lo.

Contabilizando um milhão de seguidores em seu perfil no Twiiter, Lima prepara ainda a versão em espanhol para o hit de refrão fácil e ritmo dançante “Balada Boa (Tchê Tchê Rere)”.

“Estamos usando o que tem de melhor no mundo no que diz respeito a cenário e engenharia. Acho que é o melhor trabalho que vou fazer na minha carreira”, disse Lima, que tem ainda 20 apresentações marcadas fora do Brasil, suas músicas são consideradas hits na Europa e na Argentina.

“Estou curioso para ver como será o show. Ele é um rapaz novo, tem muita estrada pela frente, mas faz músicas boas, que a gente gosta de ouvir”, disse o segurança Carlos Henrique Costa, que aproveitou para espiar a entrevista do cantor.

O músico disse não dormir direito há duas semanas, devido a ansiedade pela gravação de seu DVD. “Tenho que superar o primeiro e o segundo [DVDs], mas sem sombra de dúvidas vai ser um sucesso. Acho que é o melhor trabalho que vou fazer na minha carreira”, disse o cantor, que já tem 13 anos de carreira.

Com a agenda cheia, Lima conta que tem de adaptar seus namoros. “Tenho que arrumar umas namoradas na estrada”, diz ele, que não se importa de ficar com fãs.

“Não tenho problema nenhum, é uma pessoa normal, não precisa não ser fã para eu namorar. É difícil porque você não sabe no que a pessoa está interessada, mas não acho ruim ficar com fã”, revela.

“Tem um mês que não vejo a minha família, eles estão vindo de Goiânia só para acompanahr a gravação do DVD”, emociona-se.

“Viemos de Goiânia também, disse Carlos Eduardo Freitas, que chega à fila acompanhado pelos dois filhos adolescentes. Até entendo que tenham preconceito com o Gusttavo, ele é novo, faz um tipo de música que a mídia costuma esnobar, mas suas canções agradam, são honestas. A música não deve ser feita disso?”

Nas bilheterias o público, não muito mais velho que o cantor, ainda tentava conseguir ingressos para o show. Os fãs mais empolgados dançavam durante a espera e eram observados de longe pela fila que cantava “Amor Perigoso”, como em uma tentativa de espantar o frio e ignorar a chuva fina que começava a cair em São Paulo.