Maior do mundo, Festival de Presépios é destaque do Natal no Rio

Com obras exclusivas concebidas por artistas brasileiros de diversas regiões do País, o evento foi considerado pelo Guinness World Book como a maior exposição de presépios artísticos.

Rio de Janeiro – O Festival de Presépios é um dos destaques da programação de natal no Rio de Janeiro. A entrada para a mostra é gratuita, e as exposições de diversos artistas plásticos acontecem no Jardim de Alah, em Ipanema, na zona sul da cidade. Com obras exclusivas concebidas por artistas brasileiros de diversas regiões do País, o evento foi considerado pelo Guinness World Book como a maior exposição de presépios artísticos em tamanho grande a céu aberto do mundo.

A diversidade de materiais utilizados pelos autores dos presépios é um dos destaques. Na obra Luz Guia, os instrutores de reciclagem do Instituto Benjamin Constant (cegos, deficientes visuais ou com baixa visão) usaram cerâmica, argamassa, corda de violão e até caixa de leite e lata de refrigerante para criar uma versão do nascimento do menino Jesus. Já a gaúcha de Bento Gonçalves Vera Luchese preferiu a estopa de mecânico, pétalas de rosa, palha de trigo, bagaço de uva e pelo de coelho ao criar o presépio ‘Os Olhos do Mundo’.

A beleza do colorido dos enfeites de Natal chama a atenção das pessoas que visitam o Jardim de Alah de sexta-feira a domingo a partir das 17h. Há muita presença de crianças em período de férias escolar e de turistas. A estudante Érica dos Santos, 10 anos, acompanhada do pai e de duas irmãs, disse ter gostado da exposição e elegeu a obra de Luchese como a sua favorita.

A fotógrafa Juliana Gueiros, 34 anos, levou a filha Helena, 4, para conhecer os presépios e ver o Papai Noel. Segundo a mãe, elas descobriram o festival por acaso. “Eu não sabia da exposição, que está bem bonita, mas só nos fins de semana as crianças podem entrar nas casinhas. O passeio foi ótimo. Aproveitei para fazer algumas fotos dela por aqui.”

O traço característico da arte nordestina é facilmente percebido em ‘Natal de Jesus’. A artista Ermelinda, de Fortaleza, optou por materiais como madeira e tinta. Outra obra “alternativa” é o ‘Presépio Vitral’, dos cariocas Bruno Bertani, Eduardo Sá e Paulo Ferreira, que apostaram em um estilo bem particular, utilizando apenas MDF (material para artesanato) e tinta.

O turista de Porto Alegre Estenir Goulart, funcionário público de 46 anos, aproveitou a estadia no Rio com a família para ver os presépios. “Estamos adorando e fazendo algumas fotos de recordação. O Rio é maravilhoso, como sempre”, elogiou.

De acordo com a organização, o festival serviu para mostrar que a cidade precisava de um evento que contemplasse todas as classes sociais, levando o sentimento de paz, união e respeito pela cultura. O festival acontecerá até o dia 25 de dezembro de 2011, das 10h às 22h. As crianças têm, ainda, uma programação exclusiva com a Vila do Papai Noel todas as sextas-feiras, sábados e domingos, a partir das 17h.