Net admite entrada do Fox Sports na grade de programação

A Sky não comenta a respeito do Fox Sports, a despeito das quase 3.000 assinaturas de uma petição que exige da operadora o novo canal esportivo. A Sky tem cerca de 4 milhões de pagantes.

Manaus – A “guerra” das operadoras contra o novo canal Fox Sports, que estreou no fim de semana, começa a diminuir. Os atendentes da Net informam nesta segunda que “em breve” os assinantes poderão ter acesso ao novo canal. A Net tem hoje cerca de 5 milhões de assinantes.

Os atendentes da Net, porém, disseram não poder definir prazos ou fornecer informações maiores sobre, por exemplo, a localização do Fox Sports na grade ou quanto custará o acesso.

Já a Via Embratel liberou o sinal em caráter de teste. Nas próximas horas todos os assinantes já deverão ter acesso. A operadora fez isso por conta própria. A operadora Oi também já decidiu incluir o FS em todos os seus pacotes. A TVA também deve fechar acordo este mês, também cobrando um extra dos assinantes (exceto para os pacotes “top de linha”).

Somadas, essas três empresas tem cerca de 3 milhões das 13 milhões de assinaturas de TV no país.

A Sky não comenta a respeito do Fox Sports, a despeito das quase 3.000 assinaturas de uma petição que exige da operadora o novo canal esportivo. A Sky tem cerca de 4 milhões de pagantes.

O Fox Sports estreou ontem, mas quase nenhum assinante da TV paga o está vendo, graças ao “corpo mole” (ou jogo duro) das operadoras. A estreia do FS fez com que ele tirasse da Globosat a Libertadores, causando grande prejuízo às Organizações Globo.

A competição era exclusividade do Grupo Fox, mas os direitos até então eram revendidos à Globo/Globosat).

A partir daí começaram as dificuldades do Grupo Fox, que jamais enfrentou tanta hostilidade para colocar um canal no país (vide Fox Life, FX, Bem Simples etc).