Novo canal aposta no humor para conquistar espectadores brasileiros

A exemplo do original americano, o canal exibirá shows de stand up comedy made in USA, mas pretende investir no humor brasileiro.

Rio de Janeiro – Depois de uma breve fase de testes no ano passado, quando o Vh1 exibiu a faixa especial “Comedy Central apresenta”, comandada por Danilo Gentili, chegou a hora de o canal estabelecer residência fixa no Brasil.

A partir de quarta-feira, o Comedy Central — um tradicional espaço do humor na televisão americana — ganha uma versão na grade da TV por assinatura do país, com séries, animações e a promessa de dar visibilidade a produções e comediantes brasileiros.

.— Tivemos uma excelente recepção ao Comedy Central com o especial no Vh1. Foi bom para o canal e também para consolidar a marca — acredita Jimmy Leroy, vice-presidente de criação da Viacom, responsável pelas marcas no Brasil.

A exemplo do original americano, o canal exibirá shows de stand up comedy made in USA, mas pretende investir no humor brasileiro. O “Comedy Central apresenta” deve continuar no ar, em uma nova e estendida temporada.

— Além das atrações americanas, teremos uma produção brasileira, no modelo da que fizemos com Danilo Gentili, apresentando dois comediantes por show. Vamos gravar uma temporada de oito meses — conta Jimmy, que não confirma se o humorista continuará como host, mas garante que a permanência do entrevistador do “Agora é tarde”, da Band, é de grande interesse para o canal.

Programas como “South Park”, até então exibidos pelo Vh1, migram para o Comedy Central na faixa das 23h, às quartas, quintas e sextas-feiras. Entre os seriados adquiridos — ainda sem data de estreia confirmada — estão os inéditos no Brasil “Happily divorced”, com Fran “The nanny” Drescher, e “Retired at 35”, sobre um rapaz que se aposenta em tenra idade e vive com os pais.

— Nas séries temos como destaque “Reno 911” (qui., 19h) e clássicos como “Um amor de família”(qui., 20h), “3rd rock from the Sun” (sex., 20h) e “Newsradio” (qua., 20h). E estamos procurando uma história de ficção para produzirmos para a América Latina — adianta Jimmy.

Uma das marcas do Comedy Central, a zoação também aportará por aqui. Badalado no Brasil depois da exibição da edição com o polêmico Charlie Sheen, “The roast” — programa no qual um famoso é gongado por amigos e conhecidos sem pudores ou censuras — será produzido no país.

— Vamos gravar um “The roast” no Brasil, com a mesma estrutura. Ainda não escolhemos quem vai ser o “tostado”, mas já temos uma lista — avisa o executivo, que enxerga o Comedy Central como uma tentativa de ocupar um nicho que não estava sendo bem explorado no país: — Sempre existiram bons comediantes com pouco espaço nos outros canais. Com a renovação do humor brasileiro, novos programas irão surgir.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/revista-da-tv/comedy-central-lancado-no-brasil-na-proxima-quarta-feira-3780599#ixzz1kr4fUqel 
© 1996 – 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.