Passagens aéreas ficaram 48% mais baratas nos últimos 10 anos

Em 2004, mais de 74 milhões de passageiros foram transportados. Já em 2014, o número saltou para 117 milhões.

Manaus – Nos últimos dez anos, de 2004 a 2014, a tarifa das passagens aereas nacionais ficaram 48% mais baratas. Durante esse período, os brasileiros começaram a viajar muito mais de avião. Em 2004, mais de 74 milhões de passageiros foram transportados. Já em 2014, o número saltou para 117 milhões, de acordo com dados do mapeamento “O Brasil que voa – Perfil dos Passageiros, Aeroportos e Rotas do Brasil”, divulgado pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/PR).

Foram mais de 199 milhões de passageiros que circularam em todos os aeroportos do país no ano passado, somando embarques e desembarques.

Outro dado importante revelado por esse estudo foi a média anual de crescimento do setor aéreo. Ele cresceu três vezes mais que o Produto Interno Bruto (PIB) no mesmo período. Além disso, o índice de atrasos nos aeroportos brasileiros caiu de 29,84%, em 2007, para 11,3%, em 2014. 

A infraestrutura aeroportuária também passou por importantes melhorias. De 2011 a 2015, foram investidos R$ 15,6 bilhões no setor. As principais ações foram a concessão de dez aeroportos e a criação do Programa de Aviação Regional, que ampliará de 80 para 270 a quantidade de terminais regularizados para receberem voos no Brasil.

Para chegar aos resultados divulgados, a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/PR) trabalhou em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL). Eles realizaram mais de 150 mil entrevistas em 65 aeroportos brasileiros, que são responsáveis por 98% da movimentação aérea do país.

Os dois aeroportos de São Paulo, Guarulhos e Congonhas, são os mais influentes do país. Passageiros de 312 municípios embarcaram ou desembarcaram de Guarulhos em 2014. Já em Congonhas, foram brasileiros de 205 municípios.