Teatro Amazonas será aberto a visitação todos os dias, a partir deste mês

Crianças até 10 anos, pessoas com deficiência e amazonenses mediante comprovação da naturalidade têm entrada gratuita

Da Redação / redacao@diarioam.com.br

Manaus – A partir do próximo domingo (14), o Teatro Amazonas abrirá diariamente para visitas guiadas. Além de funcionar de terça a sábado, das 9h às 17h, o local funcionará também aos domingos e segundas-feiras, das 9h às 14h. A iniciativa busca promover um encontro de amazonenses com espaços culturais e fortalecer os setores de cultura, turismo e economia.

“Nós estamos trabalhando no sentido de potencializar resultados em todas as atividades da SEC. Abrir as portas do Teatro Amazonas para visitantes diariamente é mais uma mudança que promovemos para oferecer aos cidadãos amazonenses e turistas a oportunidade de melhor usufruir dos nossos equipamentos culturais”, disse o secretário de Cultura, Denilson Novo.

A iniciativa busca promover um encontro de amazonenses com espaços culturais e fortalecer os setores de cultura, turismo e economia (Foto: Michael Dantas/SEC)

Nas visitas guiadas, crianças até 10 anos, pessoas com deficiência e pessoas nascidas no Amazonas, mediante comprovação da naturalidade, têm entrada gratuita. O secretário reforça que a gratuidade é uma forma de aproximação da população com a cultura do Amazonas.

Os demais visitantes pagam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue, militares e acompanhantes de pessoas com deficiência, mediante a apresentação de documentos.

Na visita guiada, o público tem a oportunidade de conhecer o Salão Nobre do Teatro, o Salão de Espetáculos, o Salão Verde de Ópera, onde estão as maquetes de alguns espetáculos encenados no Festival de Ópera; uma maquete do Teatro Amazonas feita com blocos de Lego, o Espelho de Cristal, uma escultura de bronze do artista francês Guadez, a Saleta de Exposição “Arquitetura” e “Seringal”, bustos, sapatilhas e figurinos de Ópera, Camarim Cenográfico e a exposição do bailarino amazonense Marcelo Mourão Gomes.



SIGA-NOS NAS NOSSAS REDES